Perfil dos clientes inadimplentes de uma empresa de factoring em uma capital brasileira baseada na teoria da curva ABC

  • Manoel Carlos de Oliveira Junior UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS - UFAM
  • Anderson Maciel UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS - UFAM
Palavras-chave: Factoring, Inadimplência, Risco, Curva ABC

Resumo

O presente artigo focaliza o tema inadimplência, a partir dos clientes de uma factoring localizada em Manaus-AM. O objetivo principal é identificar a relação entre o perfil dos clientes inadimplentes e relacioná-los às características das empresas inadimplentes, medindo o índice de inadimplência e possíveis motivos do inadimplemento em um período de 5 anos (2013 a 2017). O factoring tem como características essenciais a flexibilidade e dinamismo, e sua principal função é fomentar o setor produtivo. Um dos objetivos específicos é verificar a contribuição do factoring nas micro e pequenas empresas, bem como traçar o perfil dos inadimplentes e causas do inadimplemento. A análise baseou-se na teoria da Curva ABC, por meio do agrupamento e priorização dos dados. Os clientes foram segmentados segundo seu percentual de inadimplência. Ao final, obteve-se um painel que contém indicadores da carteira de clientes, para que o gestor subsidie suas decisões sobre o panorama da empresa em determinado momento.  Os principais fatores apontados para inadimplência foram: Fator de Compra, Tempo de Fundação e Tempo de Cadastro, condicionantes para o endividamento dos clientes. Constatou-se menor “rigidez” na análise do crédito em função do tempo de cadastro junto à factoring. Assim, faz-se necessário manter a rigidez quanto a análise desses créditos para diminuição do endividamento dos clientes. Verificou-se que empresas de Sociedade Limitada, no segmento de serviços, são mais tendenciosas a não honrar com o pagamento, e consequentemente se tornar inadimplentes.

Referências

Associação Nacional de Fomento Comercial (ANFAC). (2017). Recuperado em 7 fevereiro, 2017, de http://www.anfac.com.br/v3/

Alves, L. C. O., Silva, M. C., & Siqueira, J. R. M. (2008). Factoring: Uma Opção das Micros e Pequenas Empresas aos Custos Financeiros, de Inadimplência e Gerenciais? Revista de Negócios, Blumenau, v. 13, n.4, p. 11-26.

Blatt, A. (1999). Créditos inadimplidos e inadimplência. 2ª ed São Paulo: Ed. STS.

Capelletto, L. R. & Corrar, L. J. (2008). Índices de risco sistêmico para o setor bancário. Revista
Contabilidade e Finanças. (pp. 8-9). 19 (47), 6-18.

Carvalho, J.M.C. (2002). Logística. 3ª ed. Lisboa: Edições Silabo. p. 220-230

Donini, A. C. (2004). Manual do Factoring. São Paulo: Editora Klarear.

Fortuna, E. (2001). Mercado Financeiro: produtos e serviços. 14ª ed. Rio de Janeiro: Editora Qualitymark.

Gonçalves, E. B., Gouvêa, M. A., & Mantovani, D. M. N. (2013). Análise de risco de crédito com o uso de regressão logística. Revista Contemporânea de Contabilidade. 10 (20), 139-160.

Gil, A. Carlos. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas.

Goodman, J.E. (1993). Dicionário de termos financeiros e de investimento. São Paulo: Nobel. p. 400-426

Leite, L. L. (2011). Factoring no Brasil. 12a ed., pp. 221-225, São Paulo: Atlas.

Pinto, C.V. (2002). Organização e gestão da manutenção. Lisboa: Monitor. p. 21-42

Robbins, S. P. (2009). Fundamentos do Comportamento Organizacional. São Paulo: Prentice Hall.

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (SEBRAE SP). (2014). Causa
Mortis: o sucesso e o fracasso das empresas nos primeiros cinco anos de vida. Recuperado em 24 de Abril, 2016, de http://www.sebraesp.com.br/arquivos_site/biblioteca/EstudosPesquisas/mortalidade/causa_m ortis_2014.pdf

Schrickel, W. K. (1995). Análise de crédito: concessão e gerência de empréstimo. 4ª ed. São Paulo: Atlas.

Santos, J. O. (2000). Análise de crédito para empresas e pessoas físicas. São Paulo: Atlas.

Sandroni, P. (1999). Novíssimo dicionário de economia. São Paulo: Best Seller.

Sacomano, J.B. (2004). Administração de produção na construção civil: o gerenciamento de obras baseado em critérios competitivos. São Paulo: Arte & Ciência. p. 93–98.

Vergara, S. C. (2003). Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. 4. ed. São
Paulo: Atlas.

Wolf, F. M. (2008). As práticas de análise para concessão de crédito numa empresa de fomento
mercantil (Factoring). Graduação em Ciências Contábeis, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Yin, R. K. (2001). Estudo de caso: Planejamento e métodos. 2.ed. Porto Alegre: Bookman.
Publicado
2020-08-31
Como Citar
Oliveira Junior, M. C. de, & Maciel, A. (2020). Perfil dos clientes inadimplentes de uma empresa de factoring em uma capital brasileira baseada na teoria da curva ABC. UFAM Business Review - UFAMBR, 2(3), 35-57. https://doi.org/10.47357/ufambr.v2i3.6376
Seção
Artigos