Visita técnica exploratória: conhecendo a realidade local

Autores

  • Gizela da Costa Cordovil Instituto Federal do Amazonas (IFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Claudio Afonso Peres Instituto Federal do Amazonas (IFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Juan Marcelo Dell'oso Instituto Federal do Amazonas (IFAM), Campus Coari, Coari – AM

Resumo

Trata-se de um relato de experiência sobre uma Visita Técnica realizada às comunidades do Itapéua e Saubinha com alunos de informática do Ensino Médio do IFAM. É recorrente na legislação educacional brasileira e no escasso referencial teórico que trata do tema Visita Técnica compreendê-la como instrumento de motivação para o estudante experimentar na prática o que aprendeu na teoria e estabelecer contato com as empresas e com o mercado de trabalho. A Visita Técnica relatada neste trabalho, para além da compreensão recorrente sobre a atividade, foi realizada no sentido contribuir com o desenvolvimento regional, cumprindo normativas do Instituto Federal e do Ministério da Educação, que recomendam o estudo das características regionais e locais da sociedade, da cultura e da economia local. Para nossa realidade, considera-se que o espaço amazônico está em construção. Compreendê-lo exige “um diálogo com o já existente e articulação com os que se dispõem a compreender a região” (COLARES, 2011, p. 189), um esforço coletivo. Assim, a Visita Técnica Exploratória é decisiva para que a comunidade e a escola possam produzir conhecimento no âmbito interdisciplinar com alternativas para o local (cf. NOVION, et al. p. 7, 2014). O objetivo foi de identificar o potencial dos alunos do segundo ano do Ensino Médio do curso técnico em informática do IFAM Campus Coari na proposição de oportunidades de melhorias nos processos nas comunidades rurais, utilizando os recursos humanos e tecnológicos disponíveis, em uma relação dialógica de troca de conhecimento com a cultura local. Foram distribuídos com antecedência aos alunos modelos de pré-projetos para que fossem preenchidos propondo soluções inovadoras para a realidade local. Os organizadores da visita realizaram pesquisa de campo com entrevistas na comunidade para levantamento do perfil socioeconômico da comunidade. Foram observados diversos problemas econômicos e sociais comuns à realidade do interior do Amazonas, mas desconhecidos pelos alunos que não são estimulados a percebê-los. Isso levou a maioria dos alunos a apresentar pré-projetos nessas áreas, se afastando da inovação tecnológica, característica do curso de informática. Apesar da mudança do foco, foi significativo perceber a inquietação dos alunos e a vontade de propor soluções para os problemas encontrados. Considera-se que o objetivo proposto foi alcançado em parte, pois além dos problemas já elencados, o fornecimento de energia elétrica e telefonia são precários na comunidade, além de não possuir sinal de internet, o que dificultou sobremaneira a proposição das soluções tecnológicas. A partir do diálogo entre alunos, professores e a comunidade, foram construídos diversos pré-projetos com soluções inovadoras de baixo custo. O mais importante foi a percepção do potencial e dos limites da Instituição e que a práxis educativa exige a relação com a comunidade. Conhecer o local e reconhecê-lo como potencial motivador das políticas e práticas educacionais foi a principal contribuição da experiência, tema discutido no Projeto denominado Educação e Desenvolvimento Regional em Coari/AM, em andamento no Campus.

Downloads

Publicado

2019-06-27

Como Citar

CORDOVIL, G. da C.; PERES, C. A.; DELL’OSO, J. M. Visita técnica exploratória: conhecendo a realidade local. Revista Ensino, Saúde e Biotecnologia da Amazônia, [S. l.], v. 1, n. especial, p. 1, 2019. Disponível em: //periodicos.ufam.edu.br/index.php/resbam/article/view/5631. Acesso em: 5 fev. 2023.