“AS CRÔNICAS DO LIXO”: UM DIÁLOGO ENTRE CULTURA MATERIAL E A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS

  • Julio Santos da Silva SEMED-MANAUS
  • Marcus André dos Santos Bernardes Rabelo Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

Resumo

Resumo: A utilização de objetos históricos ou do nosso cotidiano, aos quais chamamos de cultura material é o que discutiremos neste artigo. Diferentemente dos documentos escritos que largamente tem sido utilizado nas aulas de história, pouco tem se refletido sobre o uso de objetos no ambiente escolar como recurso didático para alunos dos anos iniciais. Tendo em vista o leque de possibilidades da sua utilização como recurso pedagógico pretendemos demonstrar o potencial uso da cultura material não só como instrumento educacional, mas também como veículo para a valorização da história local e da memória individual e coletiva.

 

Palavras chaves: cultura material; anos iniciais; ensino de história.

 

 

 

Biografia do Autor

Marcus André dos Santos Bernardes Rabelo, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

Mestre em Arqueologia pelo programa de pós graduação (PPGARQ) do Museu Nacional - Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É também pesquisador membro do grupo NIPAAM - Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Arqueológicas da Bacia Amazônica. Tem experiência em pesquisas na Amazônia brasileira, especificamente na região do Alto Solimões - AM, com ênfase em estudos sobre a morte e análise cerâmicas.

Publicado
2021-03-10