PESSOAS INESQUECÍVEIS

  • Karen Kawana usp
Palavras-chave: Kunikida Doppo, Literatura Japonesa, Naturalismo, romantismo, conto

Resumo

Kunikida Doppo (1871-1908) nasceu em Chōshi, na província de Chiba, como Kunikida Tetsuo. Filho ilegítimo de um samurai e da empregada de uma pousada, ele foi criado pela mãe e pelo marido desta. Sua educação foi irregular, mas ele entrou na Tōkyō Senmon Gakkō, atual Universidade de Waseda, para estudar literatura inglesa, curso que não concluiu. Converteu-se ao cristianismo, teve um casamento fracassado, casou-se novamente, atuou como jornalista, editor e escritor. Morreu na penúria de tuberculose. Kunikida é considerado um dos precursores do naturalismo no Japão, mas o estilo lírico de sua prosa, o apreço pelos poemas de Wordsworth e seu encanto pela natureza o classificariam como um romântico. Em “Pessoas Inesquecíveis” (“Wasureenu Hitobito”, 1898), Ōtsu, um escritor desconhecido, descreve pessoas que encontra em circunstâncias que as tornam especiais para ele, pessoas comuns que o tocam profundamente e das quais não consegue se esquecer.  

Referências

KUNIKIDA, Doppo. Musashino. Min’yūsha, 1901.
Publicado
2021-03-18
Seção
TRADUÇÃO DE TEXTOS LITERÁRIOS