Proposta de adaptação da dieta mediterrânea utilizando alimentos da região amazônica

  • Marizete Larai da Silva
  • Regina Coeli da Silva Vieira ISB/UFAM
Palavras-chave: Dieta Saudável, Dieta Mediterrânea, Dietética, Consumo de Alimentos, Guias Alimentares

Resumo

A Amazônia apresenta ampla disponibilidade de alimentos nativos embora historicamente identifique-se como os principais: farinha de mandioca, peixe e açaí. A dieta mediterrânea é reconhecida como padrão alimentar que propicia a prevenção de doenças crônicas não transmissíveis. Este é um estudo teórico cujo objetivo foi propor adaptação padrão alimentar mediterrâneo com alimentos amazônicos. Material e métodos: a identificação de alimentos regionais cuja composição fosse similar àqueles da dieta mediterrânea foi realizada por meio de publicações que continham informação nutricional disponível. As bases de dados pesquisadas foram: Google Acadêmico, MedLine via PubMed e Google. Estudos realizados em Coari-AM foram usados para confirmar os alimentos consumidos pela população local ou disponíveis na região. Após essa etapa os alimentos foram classificados conforme padrão de adesão de alimentação mediterrânea (MedDietScore). Resultado: foram identificados três frutos regionais substitutos para o consumo diário de azeite de oliva. Foi elaborada tabela com alimentos regionais disponíveis na região amazônica passíveis de equivalência com aqueles dos grupos indicados na dieta mediterrânea, além de exemplo comparativo de cardápios qualitativos. Conclui-se que é possível adaptar o padrão de dieta do mediterrâneo utilizando alimentos oriundos e/ou disponíveis na região amazônica em orientação nutricional objetivando promoção da saúde e em dietoterapia de indivíduos sugerindo-se continuação de estudos sobre o tema.

Referências

AGUIAR, Gilberto Ferreira de Souza. Nutrição e adaptação humana em áreas de pesca na Amazônia: sugestões para políticas em saúde. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi. Ciênc. hum., Belém, v. 1, n. 2, p. 129-138, Aug. 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222006000200010&lng=en&nrm=iso>. access on 16 Nov. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S1981-81222006000200010.

AGUIAR, Jaime Paiva Lopes et al. Aspectos nutritivos de alguns frutos da Amazônia. Acta Amaz., Manaus, v. 10, n. 4, p. 755-758, Dec. 1980.

Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59671980000400755&lng=en&nrm=iso>. access on 13 Nov. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/1809-43921980104755.

ARAUJO, Thiago Santos de et al. Desnutrição infantil em um dos municípios de maior risco nutricional do Brasil: estudo de base populacional na Amazônia Ocidental Brasileira. Rev. bras. epidemiol., São Paulo, v. 19, n. 3, p. 554-566, Sept. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2016000300554&lng=en&nrm=iso>. access on 16 Nov. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201600030007.

BARBOSA, Banny Silva. Análise da composição lipídica de seis espécies de peixes amazônicos. 2013. 134 f. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Alimentos regionais brasileiros / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 2. ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 484 p.: il.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Guia alimentar para crianças brasileiras menores de dois anos / Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Proteção à Saúde. – Brasília: Ministério da Saúde, 2019. 265 p.: il.

CARBAJAL, A.; ORTEGA, R. M. La dieta mediterránea como modelo de dieta prudente y saludable. Revista chilena de nutrición. 28(2): 224-236 (2001).

CUSTÓDIO, Amanda Guimarães Castro. Dieta Mediterrânea e Processo Inflamatório: uma revisão da literatura. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade de Brasilia. Faculdade de Ciências de Saúde. Departamento de Nutrição, 2016, Brasilia-DF.

CONFORTIN, S.C.; ANDRADE, S.R.; DRAEGER, V.M.; MENEGHINI, V.; SCHNEIDER, I.J.C.; BARBOSA, A.R. Premature mortality caused by the main chronic noncommunicable diseases in the Brazilian states. Rev Bras Enferm. 2019;72(6):1588-94. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0701

DA-GLORIA, P.; PIPERATA, B. A. Modos de vida dos ribeirinhos da Amazônia sob uma abordagem biocultural. Cienc. Cult. vol. 71 no. 2 São Paulo Apr./June 2019 http://dx.doi.org/10.21800/2317-66602019000200014

DI DANIELE, N.; NOCE, A.; VIDIRI, M. F.; MORICONI, E.; MARRONE, G.; ANNICCHIARICO-PETRUZZELLI, M.; D’URSO, G.; TESAURO, M.; ROVELLA, V.; DE LORENZO, A. Impact of Mediterranean diet on metabolic syndrome, cancer and longevity. Oncotarget, 2016, Vol. 8, (No. 5), pp: 8947-8979.

FERNÁNDEZ DEL RÍO, L.; GUTIÉRREZ-CASADO, E.; VARELA-LÓPEZ, A.; VILLALBA, J. M. Olive Oil and the Hallmarks of Aging. Molecules. 2016 Jan 29;21(2):163. doi: 10.3390/molecules21020163.

FINK, S. R.; KONZEN, R. E.; VIEIRA, S. E.; ORDONEZ, A. M.; NASCIMENTO, C. R. B. Benefícios das Plantas Alimentícias não Convencionais PANCs: Caruru (Amaranthus Viridis), Moringa Oleífera Lam. e Ora-pro-nóbis (Pereskia Aculeata Mill). v. 12 n. 24 (2018): Edição Especial: Projetos Integradores I. Acessado em 17/11/2019.

Disponível em: <https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/409 >.

GIL, Á.; Martinez de Victoria E2, Olza J3. Indicators for the evaluation of diet quality. Nutr Hosp. 2015 Feb 26;31 Suppl 3:128-44. doi: 10.3305/nh.2015.31.sup3.8761.

HERFORTH, A.; ARIMOND, M.; ÁLVAREZ-SÁNCHEZ, C.; COATES, J.; CHRISTIANSON, K.; MUEHLHOFF, E. A Global Review of Food-Based Dietary Guidelines. Adv Nutr., v. 10, n. 4, p. 590-605. 1 Jul 2019. doi: 10.1093/advances/nmy130.

INHAMUNS, Antonio Jose. Composição de ácidos graxos de peixes de água doce da região amazônica brasileira. 2000. 129p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/255038>. Acesso em: 26 jul. 2018.

KINUPP, F. V.; LORENZI, H. Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil. Guia de identificação, aspectos nutricionais e receitas ilustradas. Instituto Plantarum de Estudos da Flora Ltda. ISBN 978-85-86714-46-7. 2015.

LIMA E SILVA, Luis Felipe; SOUZA, Douglas Correa de; XAVIER, João Barcellos; SAMARTINI, Carolina Queiroz; RESENDE, Luciane Vilela. Avaliação nutricional de caruru (Amaranthus spp). Revista Agrarian. v.12, n.45, p. 411-417, Dourados, 2019.

LOPES, Meyri de Souza. Instrumento de educação alimentar e nutricional para populações amazônicas. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação (Nutrição). Instituto de Saúde e Biotecnologia da Universidade Federal do Amazonas, Coari-Amazonas, 2017.

LOPES, Ivã Guidini; OLIVEIRA, Renan Gracia de; RAMOS, Fabrício Menezes. PERFIL DO CONSUMO DE PEIXES PELA POPULAÇÃO BRASILEIRA. Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota), [S.l.], v. 6, n. 2, p. 62-65, jun. 2016. ISSN 2179-5746. Disponível em: <https://periodicos.unifap.br/index.php/biota/article/view/1929>. Acesso em: 14 nov. 2019. doi:http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v6n2p62-65.

MATA, M. M. Guia alimentar adaptado à população adulta do município de Coari-Amazonas. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Nutrição) - Universidade Federal do Amazonas, Coari-AM, 2012.

MERCADO, D.; ALMEIDA, G.; SILVA, Y.; CORREIA, J. (2015). Hábitos alimentares de ribeirinhos da Amazônia e contribuições das enchentes no agravo ao quadro de insegurança alimentar. Saber Científico, 4(1), 14 - 18.

MIRANDA, A.; GÓMEZ-GAETE, C.; MENNICKENT, S. Dieta mediterránea y sus efectos benéficos en la prevención de la enfermedad de Alzheimer. Rev Med Chile, v. 145, p. 501-507. 2017.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Vigilância de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT). Notícias. Acessado em 19/11/2019. Disponível em: <http://www.saude.gov.br/vigilancia-em-saude/vigilancia-de-doencas-cronicas-nao-transmissiveis-dcnt>.

NEPA – Núcleo em estudos e pesquisas em alimentação. Tabela brasileira de composição de alimentos (TACO). Campinas: UNICAMP; 2011.

NOGUEIRA-DE-ALMEIDA, Carlos Alberto et al. Azeite de Oliva e suas propriedades em preparações quentes: revisão da literatura. International Journal of Nutrology, v. 8, n. 2, p. 13-20, 2015.

OLIVEIRA, J. M. de. (2013). O peixe e a saúde: das recomendações para o consumo às possibilidades ambientais de atendê-lo. Segurança Alimentar e Nutricional, 20(1supl), 141-146. https://doi.org/10.20396/san.v20i1supl.8634592

PANAGIOTAKOS, D.B.; PITSAVOS, C.; ARVANITI, F.; STEFANADIS, C. Adherence to the Mediterranean food pattern predicts the prevalence of hypertension,

hypercholesterolemia, diabetes and obesity among healthy adults; the accuracy of the MedDietScore. Prev.Med 2007 Apr;44(4):335-40

PETENUCI, M.E., ROCHA, I.N.A., SOUSA, S.C., SCHNEIDER, V.V.A., COSTA, L.A.M., VISENTAINER, J.V. (2016), Seasonal variations in lipid content, fatty acid composition and nutritional profile of five freshwater fish from the Amazon basin. J. Am. Oil Chem. Soc. http://link.springer.com/article/10.1007/s11746-016-2884-8

PHILIPPI, S. T.; LATTERZA, A. R.; CRUZ, A. T. R.; RIBEIRO, L. C. PIRÂMIDE ALIMENTAR ADAPTADA: GUIA PARA ESCOLHA DOS ALIMENTOS. Rev. Nutr., Campinas, 12(1): 65-80, jan./abr., 1999.

REBELO-OKAMURA, K. S.; MATA, M. M. Padrão Ornamental de Superfície Aplicado em Guia Alimentar. 2015, Brasil. Patente: Desenho Industrial. Número do registro: BR3020140021656, data de registro: 17/02/2015, título: "Padrão Ornamental de Superfície Aplicado em Guia Alimentar", Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Instituição(ões) financiadora(s): Fundação Universidade do Amazonas.

RODRIGUES, C. E. A INFLUÊNCIA DA ALIMENTAÇÃO EM QUEM SOMOS. Diálogos & Saberes, Mandaguari, v. 12, n. 1, p. 9-24, 2016. Disponível em: <http://seer.fafiman.br/index.php/dialogosesaberes/article/viewFile/444/415>.

SARTORI, A. G. DE O.; AMANCIO, R. D. (2012). Pescado: importância nutricional e consumo no Brasil. Segurança Alimentar e Nutricional, 19(2), 83-93. https://doi.org/10.20396/san.v19i2.8634613

SAGRILLO, M. R.; GARCIA, L. F. M.; SOUZA FILHO, O. C.; DUARTE, M. M. M. F.; RIBEIRO, E. E.; CADONÁ, F. C.; CRUZ, I. B. M. Tucumã fruit extracts (Astrocaryum aculeatumMeyer) decrease cytotoxiceffects of hydrogen peroxide on human lymphocytes. Food Chemistry 173 (2015) 741–748. http://dx.doi.org/10.1016/j.foodchem.2014.10.067

SANTOS, Pedro Miguel dos. A qualidade da dieta mediterrânea numa população jovem do sul de Portugal. 2003. – Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, Portugal, 2003.

SCHWINGSHACKL, L.; SCHWEDHELM, C.; GALBETE, C.; HOFFMANN, G. Adherence to Mediterranean Diet and Risk of Cancer: An Updated Systematic Review and Meta-Analysis. Nutrients, 2017, 9, 1063; doi:10.3390/nu9101063

SCHMIDT, M.I.; DUNCAN, B.B.; AZEVEDO E SILVA, G.; MENEZES, A.M.; MONTEIRO, C.A.; BARRETO, S.M., et al. Chronic non-communicable diseases in Brazil: burden and current challenges. Lancet. 2011;377(9781):1949-61. https://doi.org/10.1016/S0140-6736(11)60135-9.

SILVA, L. E. S.; CLARO, R. M. Tendências temporais do consumo de frutas e hortaliças entre adultos nas capitais brasileiras e Distrito Federal, 2008-2016. Cad. Saúde Pública 35 (5) 20 Maio 2019. 2019. https://doi.org/10.1590/0102-311X00023618

SILVA, Elcimary Cristina et al. Prevalência de hipertensão arterial sistêmica e fatores associados em homens e mulheres residentes em municípios da Amazônia Legal. Rev. bras. epidemiol., São Paulo, v. 19, n. 1, p. 38-51, Mar. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2016000100038&lng=en&nrm=iso>. access on 16 Nov. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201600010004.

TAVARES, B. M.; VEIGA, G. V.; YUYAMA, L. K. O.; BUENO, M. B.; FISBERG, R. M.; FISBERG, M. Estado nutricional e consumo de energia e nutrientes de pré-escolares que frequentam creches no município de Manaus, Amazonas: existem diferenças entre creches públicas e privadas? Rev. paul. pediatr., São Paulo, v. 30, n. 1, p. 42-50, 2012.

TORRES, T.; FARAH, A. Coffee, mate, acai and beans are the main contributors to the antioxidant capacity of Brazilian's diet. Eur J Nutr. 2017 Jun;56(4):1523-1533. doi: 10.1007/s00394-016-1198-9. Epub 2016 Mar 14.

VOLP, Ana Carolina Pinheiro; ALFENAS, Rita de Cássia Gonçalves; COSTA, Neuza Maria Brunoro; MINIM, Valéria Paula Rodrigues; STRINGUETA, Paulo César; BRESSAN, Josefina. Índices dietéticos para avaliação da qualidade de dietas. Rev. Nutr., Campinas, 23(2):281-295, mar./abr., 2010.

VOLP, Ana Carolina Pinheiro. Revisão sobre os índices e instrumentos dietéticos para determinação da qualidade de dietas. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v. 24, n. 4, p. 404-414, 2011.

WASZAK, M. N.; FERREIRA, C.C.D. Efeito hipoglicemiante das farinhas de banana verde e de maracujá no controle da glicemia em diabéticos. Cadernos Unifoa. v. 6, n. 1 (Esp.) (2011). Disponível em: <http://revistas.unifoa.edu.br/index.php/cadernos/article/view/1220/0 >.

WILLCOX, D. C.; SCAPAGNINID, G.; WILLCOX, B. J. Healthy aging diets other than the Mediterranean: A Focus on the Okinawan Diet. Mech Ageing Dev. 2014 ; 136-137: 148–162. doi:10.1016/j.mad.2014.01.00

YE, X.; SCOTT, T.; GAO, X.; MARAS, J. E.; BAKUN, P. J.; TUCKER, K. L. Mediterranean Diet, Healthy Eating Index 2005, and Cognitive Function in Middle-Aged and Older Puerto Rican Adults. J Acad Nutr Diet. 2013;113:276-281.

YUYAMA, L. K. O.; AGUIAR, J. P. L.; MACEDO, S. H. M.; YONEKURA, L.; ΝAGAHAMA, D.; ALENCAR, F. H. Perfil nutricional da dieta dos pré-escolares do município de Nhamundá-AM, Brasil. Acta Amaz., Dez 1999, vol.29, no.4, p.651-654. ISSN 0044-5967.

Publicado
2020-05-26
Como Citar
Silva, M. L. da, & Vieira, R. C. da S. (2020). Proposta de adaptação da dieta mediterrânea utilizando alimentos da região amazônica. Revista Ensino, Saúde E Biotecnologia Da Amazônia, 2(1), 47-62. Recuperado de https://periodicos.ufam.edu.br/index.php/resbam/article/view/6783