A RESPONSABILIDADE DE QUEM REALIZA UMA TRAVESSIA

ODISSEIA DO HUMANO

  • Claudia Raquel Macedo Mota ufrj

Resumo

Resumo
A travessia na perspectiva do canto homérico Odisseia está na dimensão do ser, está na dimensão da vida. Percorremos então o caráter de mobilidade que tem o real, melhor, o sentido de liberdade que fala a travessia. Por isso, desenvolvemos o seu aspecto responsável e a sua conexão com a finitude, com o humano. O artigo pretende fundamentar esse nexo de travessia e liberdade humana através da consciência histórica trabalhada pelos autores Nietzsche e Cassirer e ainda por meio do sentido heideggeriano de serenidade. A história como forma simbólica em Cassirer, o sentido de “esquecimento” da história enquanto historiografismo, em Nietzsche e a serenidade como um “guardar sereno” possuem um papel central para a questão da liberdade humana. Esse nexo essencial permite um olhar essencial para o canto homérico, para o sentido que nos trouxe até aqui – travessia.


Palavras-chave: travessia; vida; liberdade; história.

Publicado
2021-08-27
Seção
Filosofia e suas áreas de pesquisa