A TRAJETÓRIA HISTÓRICA DO ENSINO DE LÍNGUA JAPONESA NO AMAZONAS

  • Ken Nishikido Associação Nipo Brasileira da Amazônia Ocidental
Palavras-chave: Ensino de língua japonesa. Imigração Japonesa. Amazonas.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo levar ao público, principalmente aos docentes que atuam na área de ensino de língua japonesa, a trajetória histórica do ensino de língua japonesa no Amazonas e a sua importância no cenário do ensino de línguas. A investigação contribuirá tanto no aspecto cultural bem como no educacional. Aos estudantes de língua japonesa poderá servir como eventual fonte de pesquisa para trabalhos acadêmicos, tanto na Universidade Federal do Amazonas (UFAM), onde existe o Curso de Letras - Língua e Literatura Japonesa, quanto nas Escolas Estaduais de Ensino Bilíngue de Língua Portuguesa/Japonesa, de Ensino Fundamental e Médio. Para tanto, o artigo aborda as fontes de informações de materiais elaborados em língua japonesa, pois até recentemente (menos de 20 anos) foram os imigrantes da primeira geração que trataram de registrar e elaborar, em língua japonesa, os acontecimentos pertinentes ao ensino do japonês no Amazonas. Significa, nesse sentido, que investigar sobre a trajetória do ensino da língua japonesa no Amazonas é estabelecer a conexão com a história da imigração japonesa no Amazonas, pois como afirma Morales (2010, p. 2) “[...] toda trajetória do ensino de língua japonesa no Brasil não pode ser dissociada desse contexto que começou com a imigração de japoneses até chegar ao processo de integração de seus descendentes à sociedade brasileira [...]”.

Biografia do Autor

Ken Nishikido, Associação Nipo Brasileira da Amazônia Ocidental

Possui graduação em Engenharia Civil (1976), Engenharia Elétrica (1985), Licenciatura em Física (2012) e Letras - Língua e Literatura Japonesa (2017) pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Participou do Programa de Treinamento de professores de Língua Japonesa, em Tóquio e Saitama - Japão, pela Fundação Japão e treinamento para professores pela JICA, em Yokohama - Japão. Recebeu homenagem pelo Ministério de Negócios Estrangeiros do Japão pela contribuição e fortalecimento de amizade entre Brasil e Japão (2015) e diploma de Honra ao Mérito pelo ensino e desenvolvimento da língua japonesa no Brasil oferecido pelo Centro Brasileiro de Língua Japonesa (2015). Atualmente, é presidente da Associação Nipo-Brasileira da Amazônia Ocidental (NIPPAKU), Engenheiro da Secretaria de Infraestrutura do Governo do Amazonas e tradutor/intérprete comercial ad hoc (japonês/português e português/japonês). Participa do Grupo de Pesquisa Estudos Japoneses (UFAM). Atua principalmente nas seguintes linhas: língua e literatura japonesa, poesia japonesa (haicai), linguística, tradução e ensino.

Referências

APRENDA como chegar a ilha de Parintins (AM). In acrítica.com (versão digital). Disponível em: https://www.acritica.com/channels/cotidiano/news/aprenda-como-chegar-a-ilha-de-parintins-am. Acesso em 08 nov. 2020.
ASSOCIAÇÃO Nipo-Brasileira da Amazônia Ocidental. Midori – Edição Comemorativa de 70° Ano de Imigração Japonesa na Amazônia Ocidental. São Paulo: Editora Toppan Press, 1999.
ASSOCIAÇÃO Nipo-Brasileira de Bela Vista. Edição Comemorativa de 30° Ano de Fundação da Colônia Bela Vista. São Paulo: Editora Toppan Press, 1986.
ASSOCIAÇÃO Nipo-Brasileira de Efigênio de Sales. Amazono – Edição Comemorativa de 50° Ano de Fundação da Colônia Efigênio de Sales. São Paulo: Editora Toppan Press, 2010.
ASSOCIAÇÃO Nipo-Brasileira de Efigênio de Sales. Amazono – Edição Comemorativa de 20° Ano de Fundação da Colônia Efigênio de Sales. São Paulo: Editora Toppan Press, 1983.
ASSOCIAÇÃO Koutaku do Amazonas. A saga dos Koutakuseis no Amazonas – Uma história de pioneirismo, sofrimento, perseverança e sucesso. Manaus: 2011.
BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua estrangeira / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.
CÂMARA de Comércio e Indústria Nipo-Brasileira do Amazonas. Manaus – Edição Comemorativa de 5° Ano de Fundação. São Paulo: Editora Toppan Press, 1993.
CÂMARA de Comércio e Indústria Nipo-Brasileira do Amazonas. Manaus – Edição Comemorativa de 20° Ano de Fundação. São Paulo: Editora Toppan Press, 2007.
FATO Amazônico. Disponível em: https://www.fatoamazonico.com.br/ensino-bilingue-uma-imersao-educacional-e-cultural-no-amazonas/. Acesso em 10 nov. 2020.
KAWADA, Takuya. Histórico da Imigração Japonesa no Estado do Amazonas. Manaus: FIEAM, 1995.
MAUÉS, André. Descobrindo o Amazonas: o eldorado é aqui, 2010. Disponível em: < http://descobrindooamazonas2.webs.com/maus.htm>. Acesso em 07 nov. 2020.
MORALES, Leiko Matsubara. Cem anos de imigração japonesa no Brasil: o japonês como língua estrangeira. 2008. Tese (doutorado) - Área de Concentração em Semiótica e Linguística Geral do Departamento de Linguística da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, Pós-Graduação em Linguística. Disponível em: Acesso em: 05 nov. 2020.
SÁ, Michele Eduarda Brasil de. Imigração Japonesa no Estado do Amazonas – à luz da Teoria das Relações Internacionais. Edua, 2010.
SÁ, Michele Eduarda Brasil de; NISHIKIDO, Ken. O ensino da língua japonesa no Amazonas. In Estudos Japoneses/Centro de Estudos Japoneses. Departamento de Letras Orientais. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. São Paulo: Oficina Editorial n° 32 ISSN 1413-8298, 2012.
YAMANE, Kazuma. Amazon de nihonjin wa garantido to yobareta. Tokyo: Editora Nomura, 1980.
Publicado
2021-03-18