IDEOLOGIAS, POLÍTICAS LINGUÍSTICAS FAMILIARES E BILINGUISMO

ESTUDO DE CASO DE UMA FAMÍLIA DE DESCENDENTES DE JAPONESES RESIDENTES EM PELOTAS, RIO GRANDE DO SUL

  • Vinicius Borges de Almeida Universidade Federal de Pelotas (UFPel)
  • Isabella Mozzillo Universidade Federal de Pelotas (UFPel)
Palavras-chave: Imigração japonesa, Línguas em contato, Bilinguismo, Políticas linguísticas familiares

Resumo

Este artigo tem o objetivo de analisar algumas ideologias e políticas linguísticas adotadas por uma família de descendentes de japoneses residentes em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Primeiramente, serão introduzidos alguns aspectos da imigração japonesa neste país e da condição dos imigrantes no início do século XX. Em seguida, será apresentado o aporte teórico sobre o qual a investigação se baseia e, por fim, será feita a análise dos dados obtidos a partir de entrevistas semiestruturadas com a família.

Referências

COUTO, Hildo Honório do. Linguística, ecologia e ecolinguística: contato de línguas. São Paulo: Contexto, 2009.

DE HOUWER, Annick. Two or more languages in early childhood: some general points and some practical recommendations. AILA News. (The twice-yearly newsletter of the Association Internationale de Linguistique Apliquée) Vol. 1, Nº. 1, 1998.

GROSJEAN, François. Life with two languages: an introduction to bilingualism. Massachusetts. Harvard University, 1982

______. Individual Bilingualism. The Encyclopedia of Language and Linguistics. Oxford: Pergamon Press, 1994, pp. 1656-1660.

KING, Kendall. A.; LOGAN-TERRY, Aubrey. Additive bilingualism through family language policy: strategies, identities & intercultural outcomes. Calidoscópio. Vol 6, n. 1, jan/abr 2008.

MORALES, Leiko Matsubara. Cem anos de imigração japonesa no Brasil: o japonês como ensino de língua estrangeira. 2008. Tese (Doutorado em Semiótica e Linguística Geral) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. doi:10.11606/T.8.2009.tde-28052010-140321. Acesso em: 2020-04-19.

MORIWAKI, Reishi. e NAKATA, Michiyo. História do ensino da língua japonesa no Brasil. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2008.

MOZZILLO DE MOURA, Isabella. Motivações para a alternância de código no discurso bilíngue. Trabalhos de Linguística Aplicada, Campinas, Jan/Jun de 1997, pp.51-67.

______. A conversação bilíngüe dentro e fora da sala de aula de língua estrangeira. In: HAMMES, W.; VETROMILLE-CASTRO, R. (orgs.) Transformando a sala de aula, transformando o mundo: ensino e pesquisa em língua estrangeira. Pelotas: Educat, 2001.

Publicado
2020-08-22