A MORTE HEROICA: REMANESCÊNCIA MÍTICA GREGA NA CANÇÃO DE ROLANDO

  • Aniely Walesca Oliveira Santiago Universidade Federal da Paraíba
  • Luciana Eleonora de Freitas Calado Deplagne Universidade Federal da Paraíba

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar representações da morte na obra A Canção de Rolando (La Chanson de Roland), do século XI. Para esse estudo será utilizado como eixo conceitual a teoria da residualidade, estruturada por Roberto Pontes (s\d), instrumento importante para a análise e compreensão literária dos resíduos do imaginário da bela morte presente nas obras. Na discussão a respeito do conceito de morte na Idade média, tomaremos como base os estudos de Michelle Vovelle (1996), Phillipe Ariès (2017), entre outros.

PALAVRAS- CHAVE: bela morte; herói; cultura medieval; residualidade; remanescência; Canção de Rolando.

Publicado
2020-05-14
Seção
ARTIGOS