Avaliação de indicadores de cobertura relacionados à saúde da mulher do estado do Amazonas: uma análise comparativa

Autores

  • Johrdy Amilton da Costa Braga Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Daiane Nascimento Castro Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Cléber Araújo Gomes Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM

Resumo

O objetivo deste artigo científico foi analisar indicadores de cobertura relacionados a saúde da mulher do estado do Amazonas e compará-los com dados e parâmetros nacionais. Dentre os instrumentos de avaliação e monitoramento das condições de saúde da população, bem como a qualidade dos serviços, destacam-se os indicadores, reconhecidos como medidas síntese para análise crítica, comparativa e quantitativa de situações de saúde. Com relação à cobertura, os indicadores demonstram ser importantes mecanismos para o planejamento e tomada de decisões. Foi realizada uma análise descritiva e comparativa dos seguintes indicadores de cobertura: proporção da população feminina de 25 a 64 anos que refere nunca ter realizado exame preventivo do câncer do colo do útero e cobertura de consultas de pré-natal, sendo este último considerado os seguintes números de consultas: nenhuma consulta e 7 consultas ou mais. Os dados foram consultados e selecionados no DATASUS e a avaliação feita para o estado do Amazonas e Brasil. Tomaram-se como base os anos mais recentes disponíveis no sistema, sendo considerados 2008 e 2011 no âmbito estadual e nacional. Em relação ao indicador cobertura de consultas pré-natal, considerou-se os dados disponíveis para o ano de 2011, sendo que para a subcategoria “nenhuma consulta” foram verificados 6,54 no Amazonas e 1,82 no Brasil. Quando observado o parâmetro nacional estabelecido pelo Ministério da Saúde de 7 consultas ou mais, o percebe-se que o Amazonas apresentou valores inferiores quando comparados ao cenário nacional (31,33 no Amazonas e 57,68 no Brasil). A proporção da população feminina de 25 a 64 anos que referiu nunca ter realizado exame preventivo do câncer do colo do útero, para o estado do Amazonas foi de 18,1 em 2008, número superior ao observado no âmbito nacional no mesmo ano (13,2).A avaliação demonstrou que o Amazonas está abaixo dos padrões nacionais em ambos indicadores de cobertura e estes podem ser considerados insatisfatórios. Diante da relevância dos indicadores para a qualidade da atenção da saúde da mulher, é importante discutir e reavaliar o planejamento e os serviços de atenção básica para a garantia ao acesso e oferta de qualidade.

Downloads

Publicado

2019-06-27

Como Citar

BRAGA, J. A. da C.; CASTRO, D. N.; GOMES, C. A. Avaliação de indicadores de cobertura relacionados à saúde da mulher do estado do Amazonas: uma análise comparativa. Revista Ensino, Saúde e Biotecnologia da Amazônia, [S. l.], v. 1, n. especial, p. 1, 2019. Disponível em: //periodicos.ufam.edu.br/index.php/resbam/article/view/5668. Acesso em: 29 jan. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)