FESTAS RELIGIOSAS, CIDADES E ESPAÇOS PÚBLICOS: APONTAMENTOS ETNOGRÁFICOS SOBRE A DEVOÇÃO MARIANA EM TRÊS CIDADES AMAZÔNICAS

  • Rodrigo Fadul Andrade

Resumo

As festas religiosas e populares fazem parte do cotidiano das populações amazônicas. Ao longo dos anos, nossas cidades e comunidades foram constituídas com forte presença e influência da igreja católica. Os templos edificados pela Igreja ocupam espaços privilegiados do traçado urbano das cidades, sempre de frente para o rio e visível por quem chega dos mais variados cantos. As festas dedicadas aos santos católicos foram ocupando o espaço público, agregando pessoas e instituições e mobilizando estruturas locais quando de sua realização. Uma boa parcela destas festas homenageia a Virgem Maria, sob um dos títulos pelo qual é conhecida, como no caso das cidades de Manaus, Itacoatiara e Manacapuru, no estado do Amazonas. São festas que estão nas ruas, nas praças e avenidas, dialogam com a cidade, ocupam o espaço público e promovem sociabilidades.

Palavras-chave: Festas Religiosas; Virgem Maria, Cidades; Espaço Público;

Biografia do Autor

Rodrigo Fadul Andrade

Doutor em Antropologia Social pela Universidade Federal do Amazonas, mestre em Antropologia Social e bacharel em Ciências Sociais pela mesma instituição. Especialista do Observatório das Juventudes da Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR.

Publicado
2021-07-01