AS CIDADES AMAZÔNICAS E A DEVOÇÃO A SÃO BENEDITO

  • Lucia Maria Barbosa Lira

Resumo

Este artigo é um registro etnográfico das festividades de São Benedito em quatro cidades amazônicas que celebram o Santo Negro. Salienta-se que algumas citações fizeram parte de uma tese doutoral sobre o mesmo, na capital amazonense, onde também é celebrado, além das cidades de Bragança no Pará, de Alcântara no Maranhão e no Distrito da Freguesia do Andirá – Barreirinha no Amazonas. A escolha dessas quatro cidades se deve ao fato que, dados sobre a festa se entrelaçam, se entrecruzam, se comparam ou são distintas em vários ritos, pois as festas de santos e mesmo a igreja católica são repletas de simbologias. No trabalho de campo em cada uma das cidades visitadas durante o período da festa observou-se as etapas dos rituais, como os preparativos, da culinária, danças, cantos e a própria história da festa. Assim, como as relações de parentescos, afinidades e vizinhanças na trajetória dos festejos. Conclui-se refletindo que, as festas religiosas no país, principalmente as de santos católicos negros e tidos como populares, ainda são muito festejadas pelas comunidades negras, pois os devotos têm sentimentos de pertença, de respeito à ancestralidade e principalmente de identidade com São Benedito, que é o representante da humildade, penitência e das tradições de fé desde o período colonial.

Palavras-chave: São Benedito; Festas de Santo; Santo Negro, Celebração; Devoção; Tradição.    

Biografia do Autor

Lucia Maria Barbosa Lira

Dra. Em sociedade e cultura na Amazônia (PPGSCA)

Publicado
2021-07-01