ANÁLISE COMPREENSIVA DA INSERÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO ATRAVÉS DO PRIMEIRO EMPREGO: SER-JOVEM APRENDIZ

  • Denis Guimarães Pereira
  • Juliana de Oliveira Spíndola

Resumo

Em nosso país, há alguns anos, um programa foi implementado pelo governo federal no sentido de propiciar ao jovem sua inserção no mercado de trabalho. Existem lacunas relacionadas a pesquisa que tragam a fala desse Jovem Aprendiz. O objetivo deste estudo foi compreender o sentido e as percepções do Jovem Aprendiz ao iniciar suas atividades profissionais em uma grande empresa do ramo varejista na cidade de Manaus/AM. O estudo foi sob o viés qualitativo, descritivo e exploratório. Participaram do estudo 12 jovens aprendizes e o instrumento de pesquisa foi entrevista fenomenológica áudio gravada que após transcritas, foram analisadas conforme pressupõe o método fenomenológico-psicológico de Giorgi. Baseando-nos em um levantamento histórico sobre o assunto, elencamos providências que veem sendo tomadas, com o passar dos anos, para inserção de jovens aprendizes no mercado de trabalho, no entanto, com proteção social e trabalhista. Dos resultados, constatamos diversos sentimentos e razões que os levam ao desafio de entrar no mundo do trabalho, com ênfase para a liberdade e autonomia parcial financeira; colaboração com a renda familiar, mas há os que buscam compreender o funcionamento prático no mercado de trabalho, ter novas experiências. Conclui-se que os jovens começam a perceber as relações sociais para absorção de conhecimentos/aprendizagens, novas amizades, amadurecimento pessoal e profissional. Além disso, têm a compreensão da importância da formação técnico-profissional para um futuro pautado no sucesso profissional e pessoal.

 

Palavras-chave: Primeiro emprego; jovem aprendiz; mercado de trabalho; Psicologia fenomenológico-Existencial

Publicado
2020-07-22