TRANSFORMAÇÕES CURRICULARES DO ENSINO BÁSICO EM MOÇAMBIQUE: INOVAÇÕES, IMPLEMENTAÇÃO E DESAFIOS DO SECULO XXI

  • Bernardo Alfeu Uachisso
  • Chico Francisco Faria Universidade Eduardo Mondlan, Moçambique

Resumo

A inovação se tornou cada vez mais, um dos assuntos mais debatido no universo corporativo. Hoje há uma surpreendente quantidade de artigos, livros teses, cursos de especialização, conferencias disponibilizados para fazer compreender os princípios, valores e processos capazes de criar transformações inovadoras nas organizações. A abordagem centra-se na educação, por ser um processo que tem vindo a merecer uma dinâmica inovadora que acontece de uma pessoa para a outra. Por ser a educação que promove o desenvolvimento, o progresso a todos os níveis da sociedade, que gera novos saberes para a transformação social, tecnológica, politica, por manter as sociedades vivas e prospera. A educação, foi, e é nos dias de hoje alvo de debates e análises que culminam com a transição de um modelo ao outro quase em muitos países, mas com destaque a Moçambique. Neste contexto é apresentada a descrição das mudanças que educação moçambicana teve e respectivas inovações como se pode notar nos principais momentos de destaque nomeadamente: período de 1974 a 1975 considerado de transição do governo português ao primeiro governo nacional, em que foi retirado tudo que fosse contrário à ideologia da FRELIMO, de seguida 1975 a 1983 que foi a reformulação dos programas do ensino, em 1983 a 2004 introdução do Sistema Nacional de Educação com mudanças profundas no currículo e de 2004 até atualmente, introdução e implementação do novo currículo do ensino básico. As reflexões trazidas nesta abordagem sobre educação no país, estão mais cingidas as inovações introduzidas no novo currículo de ensino básico, sua adequação a realidade moçambicana. Constitui foco dos aspectos dessas inovações as acções implementadoras, capacitações em cascata, dificuldades que ainda persistem na leccionação, situação das novas disciplinas, com  destaque ao currículo local, ensino bilíngue e sistema de ingresso dos professores na carreira de docência no pais.

Palavras chaves: Currículo, inovação, implementação e desafios.

Biografia do Autor

Bernardo Alfeu Uachisso

Licenciado em Ensino de História pela Universidade  Catolica de Moçambique (UCM) – Beira 2011, Mestrado Em Gestão pela Universidade São Tomás de Moçambique 2016, Doutorando em Gestão Pela Universidade São Tomás de Moçambique –Maputo, Actualmente trabalha como Instructor Técnico Pedagógico de Educação (ITP) 861720871

Chico Francisco Faria, Universidade Eduardo Mondlan, Moçambique

Doutorado em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro na Escola de Serviço Social, Docente Universitário na Universitário na Universidade Eduardo Mondlane no curso de Serviço Social.

Publicado
2020-07-22