NOTAS SOBRE OS ACIDENTES OCASIONADOS PELA INSTAURAÇÃO DA ESTRADA DE FERRO CARAJÁS: UMA ANÁLISE DOCUMENTAL, LITERÁRIA E HISTÓRICA.

  • Anaís Sofia Gusmão de Araújo Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus de Bragança
  • César Martins de Souza Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Vívia Nascimento Fonseca Universidade Federal do Pará- UFPA

Resumo

O planejamento, a instauração e o desenvolvimento da Estrada de Ferro Carajás (EFC) e as suas consequências sociais nas localidades atingidas pelo empreendimento, são motivos de histórias, notícias, debates e reflexões. Abordando através de uma análise histórica, documental e literária a construção da faraônica Estrada de Ferro Carajás, percebemos que assim como a literatura, as fontes jornalísticas podem ser consideradas como fontes histórica. O trabalho tem como objetivo realizar uma análise da obra TREM, do escritor Gutemberg Guerra, bem como notícias vinculadas aos impactos sociais da EFC para trazer a reflexão de como as histórias, as memórias, os traumas, o esquecimento e as dores vivenciadas pelos habitantes de Carajás podem ser apagados da mesma forma que as numerosas montanhas de minérios constantemente exploradas.

 

PALAVRAS-CHAVE: Estrada de Ferro Carajás; acidentes; jornais; documentos; literatura.

Biografia do Autor

Anaís Sofia Gusmão de Araújo , Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus de Bragança

Acadêmica do curso de Licenciatura em História pela Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus de Bragança

César Martins de Souza , Universidade Federal do Pará (UFPA)

Doutor e Pós-Doutor em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professor adjunto da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Vívia Nascimento Fonseca, Universidade Federal do Pará- UFPA

Acadêmica do curso de Licenciatura Plena em Pedagogia pela Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus de Bragança, polo de Santa Luzia do Pará. Bolsista PIBIC/UFPA.

Publicado
2021-07-01