DOCES DELETÉRIOS DA ATIVIDADE DOCENTE NO ENSINO SUPERIOR BRASILEIRO: AUTOCONSCIÊNCIA EM FOCO

  • Alexsandro Medeiros do Nascimento
  • Túlio de Morais Revoredo
  • Antonio Roazzi

Resumo

Nos últimos anos, com a expansão das faculdades e universidades em todo o território nacional, a atividade social da docência ganhou grande expressão e notoriedade no contexto Brasileiro, sendo um agente importantíssimo para o desenvolvimento do ensino superior. Neste sentido, atribuições e cobranças foram exigidas a este profissional como parte integrante do seu ofício, modificando a ideia secular do filósofo Platão de ter a prática do ensino como uma atividade quase que divina e tornando-a um processo capitalizado, visando prioritariamente os números dos indicadores anuais e dando a impressão de se deixar um pouco de lado o exercício do passar conhecimento e em toma-lo como mola propulsora do crescimento humano. Diante desta perspectiva, este artigo visa lançar um debate sobre as relações de felicidade e conturbações no envolto da docência e propor a ideia de que, em alguma medida, tal atividade possa ser afetada de forma danosa ao Self refletindo em questões no âmbito da autoconsciência tanto reflexiva quando de ruminação.

Palavras-chave: Docência no Ensino superior; Autoconsciência; Ruminação; Reflexão; Psicologia Cognitiva.

 

Publicado
2020-07-08