DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS CRIATIVAS: UM ESTUDO COM ALUNOS ANGOLANOS DO ENSINO PRIMÁRIO

  • Maria de Fátima Morais Universidade do Minho
  • Isaura Monteiro Universidade do Minho
  • Fernanda Martins Universidade do Porto

Resumo

Desenvolver a criatividade dos alunos e a relação desta com a aprendizagem é uma preocupação atual. Este trabalho pretendeu estudar o impacto do programa SuperCriativo (Oliveira, 2015) em competências criativas, no clima criativo em sala de aula e no sucesso académico (particularmente em dimensões de expressão oral e escrita). Os participantes foram 70 alunos da 4º classe em Angola, correspondendo 35 ao grupo experimental e 35 ao grupo controlo. Num pré e pós teste, a criatividade foi avaliada por um produto criativo (um texto), uma Escala (Morais, Viana, Dias, Fleith & Alencar, 2019), validada em Portugal. Foi ainda avaliado  o clima criativo em sala de aula, assim como o sucesso escolar através da média global e das classificações a Português . Os resultados indicaram melhorias estatisticamente significativas no grupo experimental nas diferentes variáveis. Estes ganhos podem ser um estímulo à promoção da criatividade na sala de aula, não só em Angola, mas em outros países. Implicações futuras são discutidas.

Palavras-chave: criatividade; sala de aula; rendimento escolar; programas de intervenção; treino da criatividade.

Publicado
2020-07-08