EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DO CAMPO NO CONTEXTO AMAZÔNICO – reflexão sobre o desafio do respeito aos direitos educacionais dos cidadãos brasileiros

  • Cristóvão da Silva Neves Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Annanda Rayane Santos de Azevedo Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Adriana de Medeiros Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Suely Do N. Mascarenhas Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Resumo

A educação escolar é um direito humano e um direito fundamental da cidadania brasileira independentemente da idade ou local de residência. Sob uma perspectiva reflexiva, este artigo tem como objetivo analisar como se apresenta a Educação de Jovens e Adultos na Educação do Campo no contexto Amazônico, mas especificamente no Estado do Amazonas, a partir de uma revisão bibliográfica, com uma abordagem qualitativa, tecemos uma reflexão a respeito da Educação do Campo, que a partir de movimentos sociais e sindicais reivindicou uma Educação inclusiva e igualitária para a comunidade do campo, conquistando seu espaço no âmbito nacional. Discute de que forma é realizada a educação no campo no contexto amazônico e suas especificidades e realidades. O mesmo também retrata as dificuldades e perspectivas vivenciadas pela EJA, além da fragilidade de Políticas Públicas para essa modalidade educacional que atende jovens e adultos, que há tempos são deixados à margem da sociedade e vistos de maneira discriminatória. O que se configura como evidente desrespeito aos direitos humanos e da cidadania brasileira por parte das instituições responsáveis pela gestão da educação escolar pública em sentido amplo.

 

Palavras-chave: Educação escolar do Campo, EJA, Contexto Amazônico. Direitos humanos. Cidadania.

Publicado
2020-07-08