A FORMAÇÃO DE PROFESSORES PRIMÁRIOS DE/EM PORTUGUÊS EM MOÇAMBIQUE: DISPOSITIVOS E INOVAÇÃO DAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

  • David António Universidade de Licurgo, Moçambique

Resumo

Com este artigo pretendemos fazer um estudo analítico-teórico dos dispositivos e inovação das práticas pedagógicas na formação de professores de/em português em Moçambique, enquanto práticas discursivas e não discursivas, de acordo com os pressupostos da análise discursiva da linha foucaultiana. Assim, questionamos como os dispositivos do pacto de segurança e da exclusão pela língua criam condições de possibilidade no agenciamento de prática (s) pedagógica (s) inovadora (s) para o ensino e formação de professores de/em português em Moçambique. O estudo se baseará no método arqueogenealógico concebido por Michel Foucault, consubstanciada com a perspectiva da linguística aplicada. Neste sentido, analisamos enunciados que configuram inovação no dominio das estratégias que acomodem o ensino doem Português como L1 e L2, enquanto práticas agenciadas pelos dispositivos do Pacto de Segurança (ausência de modelos de estratégias que acomodem o ensino do/em PE e do/em PM e do português falado como L1 e como L2 na mesma sala) e Exclusão pela Língua (práticas sociais separadas, rejeitadas, com verdades negadas e não inclusas nas práticas (não) discursivas e práticas pedagógicas concebidas no Plano Curricular de Formação de Professores sobre o ensino de/em português).

 

PALAVRAS-CHAVE: Formação de Professores Primários de/em Português; Dispositivo do Pacto de Segurança; Dispositivo de Exclusão pela Língua; Práticas Pedagógicas/ (Não) Discursivas.

Biografia do Autor

David António , Universidade de Licurgo, Moçambique

Doutor em Letras pela UEM-Brasil e docente da UniLicungo-Moçamique. (GEDUL-UniLicungo/GEDUEM-UEM)

Publicado
2021-07-01