ASSÉDIO MORAL E QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO EM PROFESSORES: UMA ANÁLISE DE INCIDÊNCIA ORGANIZACIONAL

  • Taynara Jéssica Lima
  • Luana Comito Muner Faculdade Catedral, Boa Vista, RR

Resumo

Entende-se por Assédio Moral como um conjunto de comportamentos hostis e antiéticos direcionados a um indivíduo ou grupo deles, os quais resultam em estados psicológicos mórbidos. A Qualidade de Vida, tem como principais objetivos a satisfação e bem-estar do colaborador, visando estabelecer o equilíbrio entre as expectativas do colaborador e da organização, por intermédio das determinações e necessidades de ambas as partes. Este trabalho tem por objetivo relacionar o Assédio Moral e Qualidade de Vida no Trabalho e verificar sua incidência em docentes de uma instituição de rede pública de Ensino Técnico e Tecnológico. Participaram desta pesquisa 26 docentes. Como instrumentos para coleta de dados, foram aplicados um questionário online e as escalas: Laboral de Assédio Moral e de Avaliação de Qualidade de Vida no Trabalho. Foram encontradas correlações estatisticamente significativas entre os fatores das escalas de Assédio Moral e de Qualidade de Vida no Trabalho. Quanto às incidências de Assédio Moral, cabe ressaltar que a violência psicológica, além de subjetiva, é imaterializável e suas consequências são estritamente pessoais, impactando nos aspectos físicos, psíquicos e comportamentais do indivíduo, refletindo ainda sobre suas atividades laborais e interferindo em sua Qualidade de Vida no Trabalho.

Palavras-chave: Estudos de correlação. Violência psicológica. Bem-estar laboral.

Biografia do Autor

Taynara Jéssica Lima

Graduada em Psicologia pela Faculdade Cathedral (Boa Vista-RR).

Luana Comito Muner , Faculdade Catedral, Boa Vista, RR

Doutoranda em Distúrbios do Desenvolvimento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (São Paulo-SP), docente do Curso de Psicologia da Faculdade Cathedral (Boa Vista-RR) e Mestra e Graduada em Psicologia pela Universidade São Francisco (Itatiba-SP).

Publicado
2021-07-01