ESCALA DE PROCESSOS COGNITIVOS ASSOCIADOS À CRIATIVIDADE (PCAC): EVIDÊNCIAS DE FIDEDIGNIDADE E VALIDADE

  • Marijaine Rodrigues de Lima Freire
  • Alexsandro Medeiros do Nascimento
  • Antonio Roazzi

Resumo

O estudo objetivou adaptar e avaliar a dimensionalidade e aspectos psicométricos da escala Cognitive Processes Associated with Creativity para uma versão em língua portuguesa do Brasil, evidenciando a adequação semântica, fidedignidade e validade fatorial, validade convergente, através do construto Personalidade Criativa para verificação da direcionalidade causal. A amostra teve 271 participantes entre artistas plásticos, estudantes de arte e leigos. Conforme análises fatorial e de estrutura de similaridade, a nova versão sofreu um encurtamento, configurando-se apenas quatro dos seis fatores da escala original, não tendo havido saturação de dois fatores. A fidedignidade total equivaleu ao da escala original. A abordagem das facetas evidenciou a aptidão da escala para uso em pesquisa; as dimensões resultantes se relacionam tanto entre si quanto com as variáveis externas; a analise de regressão demonstrou que a cognição em arte afeta a personalidade criativa.

Palavras-chave: Escala de processos cognitivos associados à criatividade (PCAC); criatividade; fidedignidade; validade; teoria das facetas.

Publicado
2020-07-01