MEDIAÇÃO NA CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO VIA ARGUMENTAÇÃO: EXPERIÊNCIAS DE MONITORIA

  • Louis Gustave José Nunes Hissette
  • Stefânio Ramalho do Amaral Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
  • Selma Leitão

Resumo

O objetivo deste artigo de relato de experiência é discutir a participação de mediadores (monitor e estagiário de docência) no semestre letivo 2019.1 em um componente curricular que usa a argumentação como método de ensino-aprendizagem de conteúdos curriculares próprios do campo da psicologia na Disciplina Introdutória à Psicologia (DIP). Fundamentamos o trabalho nas relações entre argumentação e cognição e no potencial de desenvolvimento cognitivo e de senso crítico proporcionado pelo Modelo do Debate Crítico. Os mediadores possuem papel ativo e central na construção de conhecimento e desenvolvimento de habilidades de pensamento crítico-reflexivo, tendo em vista a estruturação da DIP, a qual se baseia numa adaptação do Modelo do Debate Crítico. A referida adaptação propõe a divisão da turma em três grupos, cada um coordenado por dois monitores, que são estudantes de graduação, egressos da disciplina e que possuem amparo do estagiário de docência. Estes mediadores participaram de um treinamento prévio sobre argumentação, mediação de grupos, estratégias de intervenção baseadas em argumentação.

 

Palavras-chave: Argumentação no Ensino Superior. Construção de Conhecimento. Mediação. Modelo do Debate Crítico. Senso Crítico.

 

Publicado
2020-07-01