QUEM É O MONSTRO? CONFIGURAÇÕES DO GROTESCO NO CONTO “O PEQUENO MONSTRO VERDE”, DE HARUKI MURAKAMI

  • Francisco Alves Gomes Universidade Federal de Roraima
Palavras-chave: Palavras-chave: Monstruosidade; Grotesco; Monstro; Conto; Murakami; Literatura.

Resumo

RESUMO: A coletânea de contos intitulada “O elefante desaparece”, do escritor Haruki Murakami apresenta um conjunto de narrativas que entrelaçam caracteres da realidade com aspectos que dialogam frutuosamente com o insólito. Neste sentido, intentamos investigar algumas representações do grotesco no texto “O pequeno monstro verde”. A trama narrativa é aparentemente simples do ponto de vista arquitetônico, no entanto, nos subtextos e intertextos verificamos a pulsão de debates em torno de temas, tais como: a monstruosidade, os sujeitos e a violência, o duplo e suas projeções distorcidas da realidade e etc. Nossa abordagem sobre o grotesco parte do pensamento de teóricos como Julio Jeha, Victor Hugo e Célia Magalhães. Ao analisarmos o conto sob o espectro do grotesco é evidente a coadunação entre o monstro e a personagem central que exerce sobre ele, ao longo da narrativa, um poder de subversão das lógicas referentes ao monstro e ao medo, ou seja, na narrativa de Murakami nem tudo o que parece ser, no fim das contas é,  podendo ser algo totalmente avesso à racionalização primeira do ser delineado como monstro.

 

Palavras-chave: Monstruosidade; Grotesco; Monstro; Conto; Murakami; Literatura.

Referências

BAKHTIN, M. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais. São Paulo: Annablume/Hucitec, 2010.

CHEVALIER, GHEERBRANT. Jean, Alain. Dicionário de Símbolos. Trad. Carlos Sussekind. Rio de Janeiro: José Olympio, 2000.

JEHA, Julio. Monstros e Monstruosidades na Literatura. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2007.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Trad. Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2005.

MAGALHÃES, Celia. Os monstros e a questão racial na narrativa modernista brasileira. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2003.

MURAKAMI, Haruki. O elefante desaparece. Trad. Lica Hashimoto. Rio de Janeiro: Alfaguara, 2018.

KAYSER,Wolfgang. O grotesco: configuração na pintura e na literatura. Trad. Jaime Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 1986.

RABELAIS, F. Gargântua e Pantagruel. Trad. David Jardim Júnior. Rio de Janeiro: Villa Rica, 1991.

STAM, Robert. Bakhtin: da teoria literária à cultura de massa. Trad. Heloísa Jahn. São Paulo: Ática, 1992.

TELAROLLI, Sylvia. Sociedade e Literatura no Brasil. São Paulo: Editora UNESP, 1999.

THONSOM, Philip. The Grotesque. London: Cox & Wyman Ltd., 1972.
Publicado
2021-03-18