PROFICIÊNCIA ORTOGRÁFICA DOS ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS: UMA ANÁLISE CENTRADA NA UNIVERSIDADE LICUNGO – QUELIMANE, MOÇAMBIQUE

  • João Samuel Universidade Licungo – Quelimane, Moçambique

Resumo

RESUMO

O presente trabalho tem como objectivo geral reflectir sobre os problemas relacionados com a ortografia nas produções escritas dos estudantes universitários. Os objectivos específicos consistem em identificar as causas que fazem com que se verifiquem níveis diferenciados de ortografia; analisar as tipologias de erros cometidos pelos estudantes universitários; demonstrar as regras ortográficas subjacentes ao uso proficiente da ortografia; demostrar a distinção entre o grafema e o fonema; e, propor mecanismos que minimizem o cometimento de erros ortográficos. O problema é: Quais as causas que fazem com que os estudantes universitários não sejam proficientes ortograficamente? Sugerimos duas hipóteses, nomeadamente, os estudantes universitários não conhecem as regras ortográficas subjacentes à escrita correcta das palavras; e, os estudantes universitários têm dificuldades em distinguir o grafema de um fonema no acto da escrita. A população da pesquisa foi de quinhentos estudantes dos diferentes cursos ministrados na UniLicungo - Quelimane. Constatamos que os níveis diferenciados de ortografias no ensino superior têm como causas: o papel dos factores fonético-fonológicos que se manifestam na transferência da fala do estudante para escrita; no sistema de escrita do Português, nem sempre existe uma correspondência biunívoca entre sons e grafemas, o que dificulta a aplicação das regras ortográficas; a dificuldade em discriminar e reconhecer os constituintes das unidades lexicais assim como em identificar a sua natureza e funções; e, a falta de contacto com a imagem gráfica.

Palavras-chave: Ortografia; Proficiência Ortográfica; Escrita; Produções Escritas

Biografia do Autor

João Samuel , Universidade Licungo – Quelimane, Moçambique

Doutorando em Língua, Cultura e Sociedade na Universidade de Aveiro em parceria com a Universidade Zambeze, Mestre em Ensino de Português pela Universidade Pedagógica, Licenciado em Ensino de Português pela Universidade Pedagógica e Docente na Universidade Licungo – Quelimane, Moçambique

Publicado
2021-07-01