PSICODIAGNÓSTICO COM INTERVENÇÕES DA TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL

  • Cristopher de Castro Perdigão
  • Ronaldo Santhiago Bonfim de Souza

Resumo

INTRODUÇÃO: A utilização do psicodiagnóstico com intervenções da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) permite uma forma diferenciada no desenvolvimento de estratégias específicas para lidar com as dificuldades apresentadas na busca de ajuda psicológica. OBJETIVO: Caracterizar as dimensões do psicodiagnóstico e da TCC e sua aplicabilidade na clínica. MÉTODOS: Pesquisa científica de natureza descritiva, por meio de um estudo de caso. Foram realizadas 7 sessões de atendimento clínico com uma paciente do Núcleo de Psicologia Aplicada (NPA) da faculdade Arnaldo. RESULTADOS: Os dados obtidos demonstraram que é plausível atuar de forma integrativa entre as duas dinâmicas de forma pontual, ou seja, a utilização do psicodiagnóstico e intervenção psicoterápica na abordagem TCC. Sendo assim, é possível realizar uma atuação mais abrangente sem deixar de ser precisa. CONCLUSÃO: O relato de caso fez emergir possibilidade do psicólogo clinico integrar técnicas que permitam extrapolar a lógica de “psicodiagnosticar” e avançar em prol de uma atuação integrativa que permita ao paciente simultaneamente a reestruturações cognitivas ou mudanças de comportamentos que amenizem o sofrimento. Evidenciou-se a diminuição do sofrimento como peça chave para o não agravamento da patologia apresentada.

Palavras-chave: Avaliação psicológica, Psicodiagnóstico, Terapia Cognitivo-Comportamental.

Publicado
2020-07-30