DIFICULDADES ENCONTRADAS PELOS DOCENTES DE UMA ESCOLA ESTADUAL LOCALIZADA NO ESTADO DO PARANÁ FRENTE A ALUNOS QUE APRESENTAM DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM

  • Marina Silveira Bonacazata Santos Universidade Estadual de Maringá
  • Bruno Tadashi Takahashi Universidade Estadual de Maringá
  • André Luis de Oliveira Universidade Estadual de Maringá

Resumo

O presente artigo é referente à parte dos resultados obtidos em uma pesquisa para a finalização da disciplina de Estágio Supervisionado para a Docência no Ensino de Ciências, do curso de Ciências Biológicas em uma Universidade Pública no Estado do Paraná. O trabalho consistiu em apresentar as dificuldades e barreiras encontradas pelos docentes de um colégio estadual, em um município no Estado do Paraná, em relação ao processo de ensino e aprendizagem de alunos que possuem algum distúrbio de aprendizado. Para tanto, apresentamos um breve histórico da educação especial no Brasil e uma descrição de um dos principais problemas de aprendizagem o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Os resultados foram obtidos mediante a aplicação de questionários entregues a professores do colégio, que responderam a diversas perguntas referentes ao tema. De posse dos resultados, inferimos que os professores tem conhecimento restrito na área dos distúrbios de aprendizagem e têm dificuldades para lidar com alunos que apresentam dificuldades no aprendizado. Dentre as maiores dificuldades estão: a falta de recursos que os mesmos possuem e a superlotação das salas de aula. Notamos também que, mesmo tendo dificuldades, os professores praticam a inclusão escolar, aplicando provas mediadas e fazendo uso de outras estratégias.

Palavras-chave: TDAH; Educação; Estágio Supervisionado; Ciências.

Biografia do Autor

Marina Silveira Bonacazata Santos, Universidade Estadual de Maringá
Bióloga - Universidade Estadual de Maringá (UEM) Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência e a Matemática (PCM/UEM) Integrante do Grupo de Estudos em Políticas Educacionais, Gestão e Financiamento da Educação (GEPEFI/CNPq) Integrante do Grupo de Pesquisa em Formação de Professores de Ciências e Matemática (ForPCIM)

Contato: (44)997437102

 

Bruno Tadashi Takahashi, Universidade Estadual de Maringá

 Doutor em Educação para a Ciência e a Matemática (PCM/UEM).

André Luis de Oliveira, Universidade Estadual de Maringá

Doutor em Educação para a Ciência e a Matemática (PCM/UEM). Professor Adjunto do Departamento de Biologia na área de Ensino da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Publicado
2020-07-30