A revista Wamon surgiu a partir de esforços de alunos e ex-alunos do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Amazonas, que enxergam nesta oportunidade a possibilidade de se consolidar como uma referência, na Amazônia, para pesquisadores e profissionais do campo antropológico. A proposta contempla ainda a circulação e divulgação de produção científica em antropologia, realizadas tanto na região norte, como em outras áreas de atuação dos profissionais brasileiros e de outros países. O nome do periódico foi um grande desafio, pois teria que refletir o ambiente acadêmico intercultural da qual o PPGAS-UFAM está inserido. Neste contexto foi proposto o nome WAMON, termo obtido do povo Tukano sugerido pelo estudante indígena Tukano Rivelino Barreto, na ocasião mestrando em antropologia social do PPGAS-UFAM e votado pelo corpo discente do Programa em 2012, que sugere enquanto significado, a expressão de pensamento e potencialidade do saber.