MORTALIDADE INFANTIL NA FAIXA DE FRONTEIRA BRASILEIRA NO PERÍODO DE 2000 A 2014

  • Francélio Vieira de Souza
  • Priscila Thayane de Carvalho Silva

Resumo

A Mortalidade infantil é um dos principais indicadores da saúde pública, que reflete de maneira geral a situação de bem-estar social em uma região, sendo capaz de avaliar as condições de vida e o grau de assistência de saúde de uma população. O estudo do perfil da mortalidade infantil em área de fronteira brasileira torna-se em um instrumento útil para o desencadeamento de intervenções de saúde destinadas à população materno-infantil desta região. A taxa de Mortalidade Infantil (TMI) no Brasil, apesar do declínio, tem distribuição desigual nos espaços que compõem a Faixa de Fronteira Brasileira (FFB) quanto aos seus componentes neonatal, pós-neonatal, causas e evitabilidade, que apontam a necessidade de melhor compreensão destes eventos. Este estudo teve por objetivo descrever o perfil da mortalidade infantil na FFB no período de 2000-2014. Foram mensuradas as taxas de mortalidade infantil agregadas e calculadas a partir do método direto. Os resultados apresentaram um declínio na TMI em FFB com pequenas flutuações, com os óbitos concentrados nosexo masculino e em sub-regiões do arco norte e central. As principais causas de mortes em menores de um ano demonstraram que a evitabilidade investigada foi maior nos óbitos reduzíveis na atenção à mulher na gestação.

Publicado
2018-12-26
Como Citar
SOUZA, Francélio Vieira de; SILVA, Priscila Thayane de Carvalho. MORTALIDADE INFANTIL NA FAIXA DE FRONTEIRA BRASILEIRA NO PERÍODO DE 2000 A 2014. Somanlu: Revista de Estudos Amazônicos, [S.l.], v. 18, n. 02, dez. 2018. ISSN 2316-4123. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/somanlu/article/view/5066>. Acesso em: 19 maio 2019.