As performances da rádio Xibé e a metáfora do espectro

  • Guilherme Gitahy de Figueiredo

Resumo

Resumo crítico sobre a tese "Inventando autonomias no Médio Solimões: uma etnografia dialógica da rádio Xibé e suas redes", defendida no Museu Nacional da UFRJ em 2015. Aborda a trajetória do pesquisador, a formulação de uma antropologia dialógica da mídia inspirada nas teorias pós-coloniais e na antropologia do colonialismo, a elaboração de um conceito de performance que ajuda a pensar a resistência nas práticas e narrativas dos participantes da rádio Xibé, a tecedura de uma narrativa polifônica da história da Xibé, a etnografia virtual das relações e percepções sobre a rádio por parte de militantes que interagiram com ela à distância pela internet, e a revisão crítica da história do rádio e da sua importância nas lutas contemporâneas por autonomia.


Palavras-chave: Rádio livre. Autonomia. Internet. Rede. Performance. Amazônia.

Publicado
2018-06-21
Como Citar
GITAHY DE FIGUEIREDO, Guilherme. As performances da rádio Xibé e a metáfora do espectro. Somanlu: Revista de Estudos Amazônicos, [S.l.], v. 17, n. 2, p. 98-117, jun. 2018. ISSN 2316-4123. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/somanlu/article/view/4572>. Acesso em: 19 dez. 2018. doi: https://doi.org/10.17563/somanlu.v17i2.4572.
Seção
Artigos