BORRACHA QUE ESCREVE A HISTÓRIA: BREVE ANÁLISE DO JOGO IDENTITÁRIO DA CIDADE DE MANAUS-AM ENTRE OS ANOS DE 2012 A 2016 SOB A PERSPECTIVA DO PENSAMENTO DE NOBERT ELIAS

  • Mikael Moises Pires Lindoso
  • Gláucio Campos Gomes de Matos
  • Emma Paula Chavez Diniz

Resumo

O artigo tem como objetivo elaborar uma interpretação da construção da identidade nós manauara com base na teoria processual de Norbert Elias em torno de um tempo socialmente construído denominado Belle Époque. Para tal abordagem serão utilizados conceitos eliasianos de civilização, habitus, figuração e símbolos socialmente construídos. O espaço material e temporal elencados como objeto analisado é o Município de Manaus, em seu perímetro urbano, mais especificamente, o Paço Municipal e adjacências, entre anos de 2012 a 2016. A metodologia utilizada foi à indiciária, sendo que essa concepção metodológica visa cruzar, combinar e dar relevância a todos os campos do conhecimento para produzir um entendimento holístico de um determinado assunto, no presente caso, a construção da figuração identitária da cidade de Manaus entre os anos de 2012 a 2016. Sendo essa metodologia a adequada para o estudo da teoria eliasiana, pois, o pensamento eliasiano compreende que a humanidade esta sujeita a dois processos: o biológico e o social. Dentre os métodos que foram aplicados estão a pesquisa bibliográfica, a interpretação qualitativa das fontes pesquisadas e a observação direta no espaço em análise. Posto isso, o presente artigo concebe uma compreensão teórica para a fixação por parte da figuração manauara em restringir a história do município de Manaus ao período denominado Belle Époque


 


Palavras-chave: Mulheres amazônicas, Expedições no Brasil Império, Estrutura Sociocultutural.

Publicado
2018-06-21
Como Citar
LINDOSO, Mikael Moises Pires; GOMES DE MATOS, Gláucio Campos; CHAVEZ DINIZ, Emma Paula. BORRACHA QUE ESCREVE A HISTÓRIA: BREVE ANÁLISE DO JOGO IDENTITÁRIO DA CIDADE DE MANAUS-AM ENTRE OS ANOS DE 2012 A 2016 SOB A PERSPECTIVA DO PENSAMENTO DE NOBERT ELIAS. Somanlu: Revista de Estudos Amazônicos, [S.l.], v. 17, n. 2, p. 42-59, jun. 2018. ISSN 2316-4123. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/somanlu/article/view/4568>. Acesso em: 19 dez. 2018. doi: https://doi.org/10.17563/somanlu.v17i2.4568.
Seção
Artigos