XAMANISMO: PROCESSOS SOCIOCULTURAIS E HISTÓRICOS NO MUNDO DOS ESPÍRITOS DO POVO MARUBO NO VALE DO JAVARI.

  • Priscila Rocha Santos
  • Heloisa Helena Corrêa da Silva

Resumo

O artigo analisa os processos socioculturais e históricos do povo Marubo do Vale do Rio Javari, região fronteiriça da Pan-Amazônia, que se utiliza do xamanismo como elemento central para a estruturação social, relações de gênero e sobrevivência enquanto povo. Os processos de magia, práticas corporais e cura através do exercício do xamanismo da etnia Marubo no Vale do Javari atravessaram diferentes momentos históricos e ainda na atualidade são utilizadas como momentos de passagens históricas, decisões políticas e mudanças socioculturais, consolidando a posição de destaque ao citado povo no Vale do Javari. Para o alcance da análise procedeu-se com revisões bibliográficas e entrevistas semi-estruturadas, que possibilitaram demonstrar que as relações socioculturais e históricas são também responsáveis pela definição de papéis entre homens e mulheres; onde o mundo dos espíritos é explicitamente do domínio masculino, enquanto para as mulheres é reservado o mundo doméstico. Nesse contexto, as mulheres conseguem ouvir os espíritos tardiamente do ponto de vista etário; após a menopausa, quando não são mais consideradas impuras. A inserção da mulher no mundo dos espíritos tem o objetivo de instruir os mais novos o que os espíritos ensinam.



Palavras-chave: Xamanismo. Processos históricos e socioculturais. Marubo.

Publicado
2017-12-18
Como Citar
SANTOS, Priscila Rocha; DA SILVA, Heloisa Helena Corrêa. XAMANISMO: PROCESSOS SOCIOCULTURAIS E HISTÓRICOS NO MUNDO DOS ESPÍRITOS DO POVO MARUBO NO VALE DO JAVARI.. Somanlu: Revista de Estudos Amazônicos, [S.l.], v. 15, n. 1, p. 44-51, dez. 2017. ISSN 2316-4123. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/somanlu/article/view/4051>. Acesso em: 16 out. 2018. doi: https://doi.org/10.17563/somanlu.v15i1.4051.
Seção
Artigos