Prisão na contemporaneidade: o retrato da contradição em face ao espaço sócio ocupacional de atuação do Assistente Social

  • Lilian Nogueira Lopes Centro Universitário do Norte - Uninorte.

Resumo

O presente artigo discorre sobre a prisão na contemporaneidade enquanto reflexo das relações socioeconômicas fomentadas no bojo da sociedade civil, a partir do sistema capitalista de produção. Tal modelo econômico trouxe consigo uma intensificação nas desigualdades entre as classes sociais (burguesia e proletariado), pondo em pauta o aumento de inúmeras mazelas na dinâmica social, dentre estas, a criminalidade. Face ao exposto, busca-se analisar as contradições que se agrupam no sistema prisional brasileiro, bem como a relevância das políticas de assistência social, tidas como necessárias na reintegração do apenado ao convívio social, destacando os desafios do fazer profissional do assistente social no supracitado âmbito.

Palavras-chave: Desigualdade Social, Criminalidade e Assistência Social.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##
Assistente Social pós graduanda no curso Serviço Social no âmbito sociojurídico, pelo Centro  Universitário do Norte - Uninorte.
Publicado
2017-03-08
Como Citar
LOPES, Lilian Nogueira. Prisão na contemporaneidade: o retrato da contradição em face ao espaço sócio ocupacional de atuação do Assistente Social. Revista Elaborar, [S.l.], v. 4, n. 1, p. 95-102, mar. 2017. ISSN 2318-9932. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/revistaelaborar/article/view/1535>. Acesso em: 24 jun. 2018.
Seção
Artigos