A PRODUÇÃO DA NATUREZA NA VILA DO JACARÉ – MANACAPURU-AM – BRASIL: MODO DE VIDA, TERRITÓRIO E CAMPESINATO

  • Jonathas Laborda Neves Universidade Federal do Amazonas
  • Manuel de Jesus Masulo da Cruz Universidade Federal do Amazonas

Resumo

Trata-se de um estudo que busca compreender, a partir da Vila do Jacaré (Manacapuru-AM), a produção da natureza no território, atentando-se ao campesinato e ao modo de vida dos moradores. Propõe analisar o processo de crescimento da comunidade e o perfil de moradores da Vila do Jacaré tendo em vista principalmente as obras de infraestrutura ao longo do tempo e pontuar a relação da vila com o lago do Jacaré. Para tal, o presente artigo parte da análise das relações campesinas e da apropriação da natureza ambas desenvolvidos por esses camponeses - ribeirinhos em seu ir e vir - bem como o impacto que as transformações no uso da terra e da pesca e as coercitividades por órgãos governamentais trouxeram a essa relação pelos seus modos de vida. Por isso cabe, no trabalho, um levantamento socioambiental de onde se deseja perceber e compreender a produção do território a partir dos aspectos socioculturais dos comunitários.

Publicado
2018-12-17
Como Citar
NEVES, Jonathas Laborda; CRUZ, Manuel de Jesus Masulo da. A PRODUÇÃO DA NATUREZA NA VILA DO JACARÉ – MANACAPURU-AM – BRASIL: MODO DE VIDA, TERRITÓRIO E CAMPESINATO. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 9, n. 33, p. 218-222, dez. 2018. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/4996>. Acesso em: 19 mar. 2019. doi: https://doi.org/10.21170/geonorte.2018.V.9.N.33.218.222.
Seção
Anais do Seminário de Projetos do Programa de Pós-graduação em Geografia -UFAM