DIAGNÓSTICO FÍSICO-CONSERVACIONISTA DA MICROBACIA DO RIBEIRÃO INHUMAS-GO / Physical-conservationist diagnosis of the Inhumas river´s watershed

  • Tavvs Micael Alves Instituto Federal Goiano
  • Diogo Silva Pena Escola de Agronomia, Universidade Federal de Goiás
  • Derbali Casaroli Escola de Agronomia, Universidade Federal de Goiás
  • Adão Wagner Pego Evangelista Escola de Agronomia, Universidade Federal de Goiás
  • Rherison Tyrone Silva Almeida Faculdade Unida de Campinas

Resumo

As questões ambientais, sobretudo as relativas aos recursos hídricos, têm sido objeto de inúmeros estudos e pesquisas nas mais diversas áreas do conhecimento. As características morfométricas e fisiográficas de bacias hidrográficas podem subsidiar programas de conservação ambiental, políticas públicas de desenvolvimento agrícola/urbano e recomposição de vegetação. Assim, o objetivo desse estudo foi elaborar um diagnóstico da microbacia do ribeirão Inhumas, que faz parte da bacia do rio Meia Ponte, estado de Goiás, determinando a aptidão natural para uso da terra e estimando os possíveis riscos de sua ocupação inadequada. As variáveis morfofisiográficas foram determinadas com o auxílio de programas computacionais e de Sistemas de Informações Geográficas. Ainda, utilizou-se o coeficiente de rugosidade para classificar a aptidão natural dos solos. A microbacia apresenta formato alongado, predominando a infiltração sobre o escoamento superficial. Os cursos de água são retilíneos, favorecendo o transporte de maior volume de sedimentos. Os Argissolos e relevo ondulado foram predominantes na área da microbacia. O uso atual dos solos com florestas não corresponde ao requerido pela legislação, nem a ocupação está adequada à aptidão natural de seus solos. A microbacia do ribeirão Inhumas necessita de recomposição da vegetação nativa e melhor distribuição espacial da agricultura, pecuária e florestas.

Publicado
2018-12-16
Como Citar
ALVES, Tavvs Micael et al. DIAGNÓSTICO FÍSICO-CONSERVACIONISTA DA MICROBACIA DO RIBEIRÃO INHUMAS-GO / Physical-conservationist diagnosis of the Inhumas river´s watershed. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 9, n. 33, p. 66-80, dez. 2018. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/4944>. Acesso em: 16 jan. 2019. doi: https://doi.org/10.21170/geonorte.2018.V.9.N.33.66.80.
Seção
Artigos