GEOGRAFIA DA DENGUE: UMA ANÁLISE DAS POLÍTICAS DE CONTROLE E MONITORAMENTO DO AEDES AEGYPTI EM MANAUS/ Geography of Dengue: an analysis of the control and monitoring policies of Aedes aegypti in Manaus

  • Renato Ferreira de Souza Fundação de Vigilância em Saúde
  • Adorea Rebello da Cunha Albuquerque UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS

Resumo

Manaus apresentou uma expansão urbana impulsionada pelo advento da Zona Franca, resultando numa insuficiente infraestrutura urbana para atender o aumento populacional, atraído pelo crescimento industrial e comercial da capital amazonense, a partir da década de 1970. Dessa forma, ampliaram-se os problemas de saneamento básico, comprometendo a qualidade de vida de sua população. O controle do dengue torna-se um grande desafio, não só para os geógrafos, mas também para as políticas de controle de endemias. As zonas norte e leste de Manaus caracterizam-se por bairros mais pobres, onde degradação ambiental e desigualdades sociais ameaçam o acesso a um ambiente saudável. Infelizmente muitas pessoas não têm o cuidado de manter o ambiente limpo e livre de proliferação de mosquitos, principalmente o do vetor da dengue. Nesse sentido, é importante desenvolver um trabalho de sensibilização junto às escolas, pois as crianças e adolescentes são base para serem multiplicadores de divulgação dos cuidados necessários contra a dengue.


 

Publicado
2018-03-23
Como Citar
SOUZA, Renato Ferreira de; ALBUQUERQUE, Adorea Rebello da Cunha. GEOGRAFIA DA DENGUE: UMA ANÁLISE DAS POLÍTICAS DE CONTROLE E MONITORAMENTO DO AEDES AEGYPTI EM MANAUS/ Geography of Dengue: an analysis of the control and monitoring policies of Aedes aegypti in Manaus. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 9, n. 31, p. 68-76, mar. 2018. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/4380>. Acesso em: 18 out. 2018. doi: https://doi.org/10.21170/geonorte.2018.V.9.N.31.68.76.