Nos deslimites da rua: trabalhar, comer e descansar

  • Noélio Martins Costa
  • Renan Albuquerque Rodrigues

Resumo

O trabalho anseia manifestar, por meio fotográfico, um pouco do cotidiano de pessoas que trabalham, se alimentam e descansam na rua. A meta foi mostrar um pouco do cotidiano de pessoas em situação de rua (PSR), as quais possuem seu trajeto estabelecido no espaço do centro de Manaus, em razão de suas vivências específicas. Para isso, usamos a fotografia como fonte primária para nos aproximarmos de situações cotidianas desses atores sociais, que constroem suas experiências se apropriando das ruas e tecendo suas existências. Capturamos alguns momentos do dia-a-dia de pessoas tidas como invisíveis e naturalmente excluídas da sociedade formal. As grandes cidades apresentam indivíduos que, apesar de serem essenciais na dinâmica das cidades, não são reconhecidos como trabalhadores. Dessa forma, apostamos no estudo de pessoas que fazem das ruas seu lar para manifestar que essa situação não pode ser vista para sempre com naturalidade. Tentamos mostrar o retrato de vida e as esperanças de pessoas que, apesar do sofrimento, teimam em existir. Projetaram-se percepções sobre a predominância de transformações socioculturais, adaptabilidades e resistências frente à dinâmica da cidade, a hostilidade e a receptividade dentro dos espaços não formais. Objetivou-se registrar como trabalham, onde e como se alimentam, bem como os momentos de descanso das PSR.

Palavras-chave: Cotidiano; trabalho; descanso de pessoas em situação de rua.

Publicado
2017-06-29
Como Citar
COSTA, Noélio Martins; RODRIGUES, Renan Albuquerque. Nos deslimites da rua: trabalhar, comer e descansar. Revista Eletrônica Mutações, [S.l.], v. 8, n. 14, p. 434-447, jun. 2017. ISSN 2178-7018. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/relem/article/view/3615>. Acesso em: 22 abr. 2018.