Os Estudos Culturais: o Real Midiático, o Real Cotidiano e a PósModernidade do Mundo em Rede

  • Mauro Roberto Freire de Souza
  • Gilson Vieira Monteiro

Resumo

O exame das complexidades do homem em relação dialógica ao outro e à sociedade, intermediados pelos meios de comunicação no decorrer da história, vem possibilitando uma riqueza inestimável de pontos e contrapontos no aclarar das Teorias da Comunicação. Cada uma delas, contemporaneamente – e mesmo ulteriormente, em suas múltiplas variâncias de pontos focais tornou-se pródiga em engendramento de rizomas e pensamentos complexos, caprichosamente desvelados como um novelo que traz em seu fio condutor uma essência que, simultaneamente, dá sentido aos pensamentos antagônicos ou complementares, em uma autopoiese ontológica. A partir da análise da corrente teórica Estudos Culturais, surgida na Inglaterra na década de 60, identificaremos a inter-relação dos conceitos do real e sua pertinência e atualidade para análise dos modelos ecossistêmicos comunicacionais de redes distributivas da pós-modernidade.

Palavras-chave: Teoria da Comunicação; Estudos Culturais; Pós-Moderno; Redes Sociais; Ecossistemas Comunicacionais.
Publicado
2017-06-29
Como Citar
SOUZA, Mauro Roberto Freire de; MONTEIRO, Gilson Vieira. Os Estudos Culturais: o Real Midiático, o Real Cotidiano e a PósModernidade do Mundo em Rede. Revista Eletrônica Mutações, [S.l.], v. 8, n. 14, p. 298-305, jun. 2017. ISSN 2178-7018. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/relem/article/view/3600>. Acesso em: 22 out. 2018.