FATORES QUE INTERFEREM NO USO DAS BOAS PRÁTICAS NAS ETAPAS NO EXTRATIVISMO DA CASTANHA-DA-AMAZÔNIA NO SUL DO AMAZONAS

  • Jemima Ismael da Costa Universidade Federal do Amazonas - UFAM
  • Suely Aparecida do Nascimento Mascarenhas Universidade Federal do Amazonas - UFAM

Resumo

O presente estudo teve como objetivo avaliar os fatores que interferem no uso das boas práticas nas etapas do processo produtivo da castanha-da-Amazônia no Sul do Amazonas. A castanha-da-Amazônia permitiu identificar e programar formas sustentáveis de exploração dos recursos naturais renováveis no município de Lábrea, Amazonas, conservando o ambiente organizado, trabalhando o associativismo e o cooperativismo extrativista. A metodologia consistiu em exploratória-explicativa e bibliográfica-documental, sustentada pelas abordagens quantitativa e qualitativa. A pesquisa foi realizada junto os extrativistas que coletam castanhada-Amazônia e a diretoria da Cooperativa Mista Agroextrativista Sardinha (COOPMAS). Os resultados apresentaram a castanha-da-Amazônia como chave par ao desenvolvimento socioeconômico e melhoria na qualidade de vida dos extrativistas envolvidos neste processo através da COOPMAS. O que se concluiu que a COOPMAS atua significativamente de forma positiva no apoio logístico e comercial aos extrativistas da cadeia produtiva da castanha em Lábrea-AM

Publicado
2019-01-03
Como Citar
DA COSTA, Jemima Ismael; MASCARENHAS, Suely Aparecida do Nascimento. FATORES QUE INTERFEREM NO USO DAS BOAS PRÁTICAS NAS ETAPAS NO EXTRATIVISMO DA CASTANHA-DA-AMAZÔNIA NO SUL DO AMAZONAS. Educamazônia - Educação, Sociedade e Meio Ambiente, [S.l.], v. 21, n. 2, Jul-Dez, p. 264-277, jan. 2019. ISSN 2358-1468. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/educamazonia/article/view/5107>. Acesso em: 20 jan. 2019.
Seção
Artigos