INTELECTUAIS DA TRADIÇÃO E SEUS SABERES NA COMUNIDADE SÃO TOMÉ, EM PORTO DE MOZ-PA

  • Odília Cardoso Universidade Federal do Pará - UFPA
  • Nilton Santos Universidade Federal do Pará - UFPA
  • César Augusto Martins de Souza Universidade Federal do Pará - UFPA

Resumo

Este artigo é um recorte da pesquisa desenvolvida na comunidade São Tomé. A comunidade que localiza-se no município de Porto de Moz/PA, na vila Maripí. Suas terras são ocupadas por sujeitos de ascendência negra, ribeirinha e indígena. Dentre as características da comunidade São Tomé destacamse suas festividades religiosas, voltadas para a celebração e rituais referentes a santos que os moradores da comunidade consideram seus protetores, como São Tomé, Santa Ana e Santa Luzia. Desse modo, apresentamos neste artigo um estudo interpretativo voltado para os intelectuais da tradição e sua relação de bem viver entre si e com o espaço em que vivem analisando seu cotidiano na comunidade e suas festividades religiosas. Objetivamos assim, conhecer Seu Vicente, um intelectual da tradição de sua comunidade e sua relação de bem viver com a mesma e com a mãe terra. Para tanto, são interpretados relatos orais, coletados neste ano, de Seu Vicente, de alguns familiares e amigos próximos. Este artigo está divido em três momentos, em primeiro lugar abordaremos o conceito de intelectuais da tradição presente na obra, A Natureza me Disse de Maria da Conceição de Almeida e Paula Vanina Cencig de 2007 relacionando com os tipos de saberes que estes sujeitos possuem. Em segundo lugar, versaremos sobre o conceito de bem viver de Alberto Acosta como um estilo de vida, em sua obra O bem viver – Uma oportunidade para imaginar outros mundos de 2016 e em terceiro lugar ofereceremos reflexões sobre como Seu Vicente mantem seus saberes e tradições por meio da relação de bem viver de Acosta (2016). 

Publicado
2019-01-03
Como Citar
CARDOSO, Odília; SANTOS, Nilton; MARTINS DE SOUZA, César Augusto. INTELECTUAIS DA TRADIÇÃO E SEUS SABERES NA COMUNIDADE SÃO TOMÉ, EM PORTO DE MOZ-PA. Educamazônia - Educação, Sociedade e Meio Ambiente, [S.l.], v. 21, n. 2, Jul-Dez, p. 232-250, jan. 2019. ISSN 2358-1468. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/educamazonia/article/view/5104>. Acesso em: 21 mar. 2019.
Seção
Artigos