CONGADO

TESSITURAS IDENTITÁRIAS E PERMANÊNCIAS DE RAIZ AFRICANA

  • Tatiane Pereira de Souza Universidade Estadual Paulista - Unesp

Resumo

O ensejo deste artigo é abordar o Congado como uma cultura da continuidade bantu-africana no Brasil; pensando a experiência congadeira a partir das ressignificações da cultura, das identidades e do pertencimento, trazendo compreensões do congado enquanto tessitura identitária da oralidade e da história de raiz africana que oportuniza consolidar os saberes da memória e refletir sobre as (in)conclusões das vivências do sagrado à complexidade religiosa.

Publicado
2019-01-03
Como Citar
DE SOUZA, Tatiane Pereira. CONGADO. Educamazônia - Educação, Sociedade e Meio Ambiente, [S.l.], v. 21, n. 2, Jul-Dez, p. 187-214, jan. 2019. ISSN 2358-1468. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/educamazonia/article/view/5102>. Acesso em: 19 maio 2019.
Seção
Artigos