SOCIABILIDADES E TERRITORIALIDADE

ENTRE HISTÓRIAS E MEMÓRIAS DOS QUILOMBOLAS DO JAUARI

  • Marcos Alan Costa Farias Universidade do Estado do Amazonas - UEA

Resumo

A discussão aqui apresentada parte de pesquisa realizada com os agentes sociais que se autodefinem quilombolas do Jauari, rio Erepecuru, no município de Oriximiná, Pará. O estudo faz uma análise a partir de relatos e observações obtidos etnograficamente, referentes a aspectos da história da comunidade e região que estão presentes na memória social dos quilombolas, bem como, de práticas de coesão social que legitimam o discurso de relação entre eles, a unidade social referida e o Território Quilombola Erepecuru. É importante ressaltar, que o presente estudo não se exaure nessas discussões apresentadas, tratando-se de uma pesquisa em curso, no entanto, as análises apresentadas são importantes para a compreensão do objeto estudado.

Publicado
2019-01-03
Como Citar
COSTA FARIAS, Marcos Alan. SOCIABILIDADES E TERRITORIALIDADE. Educamazônia - Educação, Sociedade e Meio Ambiente, [S.l.], v. 21, n. 2, Jul-Dez, p. 156-174, jan. 2019. ISSN 2358-1468. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/educamazonia/article/view/5100>. Acesso em: 19 maio 2019.
Seção
Artigos