ANÁLISE DOCUMENTAL ACERCA DA ALFABETIZAÇÃO E DO LETRAMENTO DE ALUNOS SURDOS NOS ANOS INICIAIS

  • Amanda de Souza Ramos UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS (UFSCar)
  • Vanessa Regina de Oliveira Martins UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS (UFSCar)

Resumo

Este artigo objetiva compartilhar os resultados de uma pesquisa de trabalho de conclusão de curso (TCC) em pedagogia na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Por meio da investigação verificamos se os documentos que norteiam a educação básica e orientam a formação docente possibilita o ensino de alunos surdos numa proposta bilíngue de letramento tal qual está posto no Decreto nº 5.626/05. Discutimos as concepções presentes na legislação atual sobre a educação para alunos dos anos iniciais do ensino fundamental I - alfabetização e letramento. Tomamos como objeto de estudo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) de 2016. Assim, a pesquisa pode ser categorizada como uma análise documental, de abordagem qualitativa e de investigação do tipo descritiva. O levantamento bibliográfico foi realizado na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) e no portal de periódicos da CAPES. Dentre os resultados, percebe-se que a legislação educacional, neste caso a BNCC, é pensada em uma lógica que prioriza, acima de tudo, a Língua Portuguesa (oral e escrita) e os métodos fonológicos de ensino. Além de que a escola é ainda marcada por sérias limitações e grandes dissonâncias em relação à educação bilíngue de surdos, a qual pouco se aproxima com o que está estabelecido no Decreto nº 5.626/05.

Referências

BRASIL, Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: 2016. Disponível em: Acesso em 07/05/2017.

BRASIL, Presidência da República. Decreto Nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000.

BRASIL, Presidência da República. Lei Nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras e dá outras providências.

CARVALHO, M. Alfabetizar e letrar: um diálogo entre teoria e prática. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

GESSER, A. LIBRAS? Que língua é essa? Crianças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

HONORA, M.; FRIZANCO, M. L. Esclarecendo as deficiências: aspectos teóricos e práticos para contribuir para uma sociedade inclusiva. São Paulo: Ciranda Cultural, 2008, p. 09-70.

LACERDA, C. B. F. MARTINS, V. R. de O.. Letramento e Surdez: de qual concepção de linguagem estamos falando? In: OLIVEIRA, A. A. S. de; POKER, R. B.; et. al. (Org.). Prácticas pedagógicas en Educación Especial: hacia una Escuela Inclusiva. 17 ed. Espanha: Universidad de Alcalá, 2014, v. 1, p. 209-226. Disponível em: Acesso em 12/09/2017.

LACERDA, C. B. F. de; SANTOS, L. F. (Org.) Tenho um aluno surdo, e agora? Introdução à Libras e educação de surdos. São Carlos: EdUFSCar, 2014.

LACERDA, C. B. F. de; SANTOS, L. F.; MARTINS, V. R. de O. (Org.) Escola e Diferença: caminhos para educação bilíngue de surdos. São Carlos: EdUFSCar, 2016.

LAVILLE, C.; DIONNE, J. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Trad. Heloísa Monteiro e Francisco Settineri. Porto Alegre, RS: Editora Artes Médicas Sul LTDA, Belo Horizonte, MG: Editora UFMG, 1999.

LODI, A. C. B.; MÉLO, A. D. B. de; FERNANDES, E. (org.) Letramento, bilinguismo e educação de surdos, Porto Alegre: Mediação, 2015.

LODI, A. C. B. Educação bilíngue para surdos e inclusão segundo a Política Nacional de Educação Especial e o Decreto nº 5.626/05. Educ. Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 1, p. 49-63, jan./mar. 2013. Disponível em:
Acesso em: 25/05/2017.

MARCONI, M. de A..; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MARTINS, V. R. O. Educação de surdos no paradoxo da inclusão com intérprete de língua de sinais: Relações de poder e (re) criações do sujeito. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas. UNICAMP, Campinas/SP, 2008.

MENDES, E. G. A radicalização do debate sobre inclusão escolar no Brasil. Revista Brasileira de Educação. v. 11, n. 33, p. 387-405. set/dez, 2006.

MENDES, E. G. Breve histórico da educação especial no Brasil. Revista Educación y Pedagogía, vol. 22, n. 57, mayo-agosto, 2010.

NASCIMENTO, L. C. R. A pedagogia visual na educação dos surdos: das possibilidades à realização. In: SALES, J. A. M. de, FARIAS, I. M. S., et. al. Didática e a prática de ensino na relação com a sociedade. Fortaleza: EdUECE, 2015. (recurso digital).

PEIXOTO, R. C. Algumas considerações sobre a interface entre a língua brasileira de sinais (LIBRAS) e a língua portuguesa na construção inicial da escrita pela criança surda. Cad. Cedes, Campinas, vol. 26, n. 69, p. 205-229, maio/ago. 2006. Disponível em: Acesso em: 25/05/2017.

SACRISTÁN, G. A cultura, o currículo e a prática escolar. In:______. O currículo: uma reflexão sobre a prática, 3ª edição, Porto Alegre: Artmed, 2000.

SANTOS, O. P. Pedagogia da diferença: um debate multicultural na educação de surdos. Revista do Difere, vol. 2, nº 3, ago./2012. Disponível em: Acesso em: 07/09/2017.

SCHELP, P. P. Letramento e alunos surdos: práticas pedagógicas em escola inclusiva. IX Congresso Nacional de Educação – EDUCERE e III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia, PUCPR, 26 a 29 de outubro de 2009.

SOARES, M. A. L. A Educação do surdo no Brasil. Campinas: Autores Associados; Bragança Paulista: EDUSF, 1999.

VIGOTSKY, L. S. Pensamento e Linguagem. 3. ed., São Paulo: Martins Fontes, 1989.
Publicado
2018-08-14
Como Citar
RAMOS, Amanda de Souza; MARTINS, Vanessa Regina de Oliveira. ANÁLISE DOCUMENTAL ACERCA DA ALFABETIZAÇÃO E DO LETRAMENTO DE ALUNOS SURDOS NOS ANOS INICIAIS. Pesquisa e Prática em Educação Inclusiva, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 10-26, ago. 2018. ISSN 2595-1920. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/educacaoInclusiva/article/view/4112>. Acesso em: 19 out. 2018.

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.