O USO DA TEORIA DO CONCEITO PARA CATEGORIZAÇÃO DOCUMENTAL E REPRESENTAÇÃO DA MEMÓRIA NA MICROBIOLOGIA COMO ÁREA DO SABER DA UFRJ.

Ana Paula Alves Teixeira, Patricia Mendes Mendes, Daniele Masterson Ferreira

Resumo


Objetiva apresentar a contextualização da memória da área de Microbiologia na UFRJ numa evolução histórica através da informação materializada no acervo da Biblioteca do Instituto de Microbiologia. Identifica o acervo documental e realiza sua categorização. Utiliza a teoria do Conceito e as supercategorias para a representação dos documentos de acordo com suas: dimensões (tempo e espaço); entidade (objetos e princípios) e atividades (processos). Seleciona e propõe a representação dos documentos iconográficos de acordo com a característica gênero e também uma divisão por data de produção dos materiais como modo de experimentação. O modelo de representação mostrou um caminho possível para a representação dos outros documentos identificados que ainda serão categorizados e trabalhados.

Palavras-chave


Teoria do Conceito; Categorização Documental; Documentos Imagéticos; Memória da Microbiologia; Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2359-6058