O CURRÍCULO LOCAL COMO POLÍTICA PARA A PRESERVAÇÃO E/OU TRANSFORMAÇÃO DA CULTURA RURAL (DO CAMPO)

  • Daniel Daniel Nivagara Universidade Pedagógica (Moçambique)

Resumo

O currículo local é uma realidade nos curricula escolares de alguns países. Moçambique não é excepção nesse aspecto. Assim, sem pretender discutir a aplicabilidade e/ou a implementação, de facto, do curriculo local pelas escolas e, especialmente, pelos professores, esta comunicação se interessa em trazer elementos de análise que possam permitir compreender a contribuição do curriculo local na preservação e transformação da cultura rural e, em geral, dos saberes e da cultura locais. Desse modo, partindo da análise documental, uma visão crítica do modelo secular de funcionamento da escola nos moldes “modernos”, permitiu trazer à luz a inadequação do paradigma curricular em que se concede privilégio apenas aos saberes universais ou daqueles saberes “nacionais”, sem atender aos saberes locais, particularmente os da cultura rural.

Publicado
2018-08-10
Como Citar
NIVAGARA, Daniel Daniel. O CURRÍCULO LOCAL COMO POLÍTICA PARA A PRESERVAÇÃO E/OU TRANSFORMAÇÃO DA CULTURA RURAL (DO CAMPO). Amazônica - Revista de Psicopedagogia, Psicologia escolar e Educação, [S.l.], v. 21, n. 1, Jan-Jun, p. 302-320, ago. 2018. ISSN 2318-8774. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/amazonica/article/view/4722>. Acesso em: 21 out. 2018.
Seção
Artigos