Comportamento alimentar de patos em confinamento – Relato de Caso

  • João Paulo Ferreira Rufino Universidade Federal do Amazonas
  • Frank George Guimarães Cruz
  • Julmar da Costa Feijó
  • Ramon Duque Melo
  • Lucas Duque Melo

Resumo

O presente trabalho relata o comportamento alimentar de patos durante três fases de manejo (inicial, crescimento e terminação) em confinamento. Este estudo foi conduzido nas instalações do Setor de Avicultura da Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Amazonas, situado no setor Sul do Campus Universitário, em Manaus, Amazonas, Brasil. Foram utilizados 180 patos da linhagem crioula distribuídos nos boxes em densidade de 10 patos por m². Os animais foram recebidos com um dia e tiveram seu desenvolvimento avaliado até 90 dias, idade propicia para o abate. Diariamente, as aves tiveram seu consumo de ração mensurado (g/ave/dia), com este sendo posteriormente avaliado conforme a fase de manejo proposta (kg/ave). Além disso, foi verificado o ganho de peso (kg/ave) e a conversão alimentar (kg/kg) das aves conforme a ração consumida por fase. Ao final de cada fase (35, 70 e 90 dias), 10 aves foram selecionadas, identificadas e abatidas por meio de corte da veia jugular para mensuração do desenvolvimento das principais vísceras comerciais (coração, fígado, pâncreas, pró-ventrículo, moela cheia e vazia). A partir dos resultados, constatou-se que os patos podem ser manejados em confinamento, com manejo nutricional semelhante ao utilizado para frangos de corte, apresentando características de desempenho compatíveis com este sistema produtivo. Outrora, é importante salientar que as diferenças anato-fisiológicas destas aves demandam ajustes no manejo nutricional no sistema intensivo, mesmo que o comportamento alimentar destas aves apresente evidentes semelhanças com as demais aves domésticas.

Publicado
2018-07-20
Como Citar
RUFINO, João Paulo Ferreira et al. Comportamento alimentar de patos em confinamento – Relato de Caso. Revista Científica de Avicultura e Suinocultura, [S.l.], jul. 2018. ISSN 2447-8466. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/RECAS/article/view/4670>. Acesso em: 16 out. 2018.
Seção
Notas Técnicas Originais Avicultura