CONTEMPLANDO O ÍNTIMO COM OTOKO UENO EM "BELEZA E TRISTEZA"

  • Yara Nogueira UFPR

Resumo

O presente trabalho refere-se à obra Beleza e Tristeza, de Yasunari Kawabata, no tocante à contemplação por meio de uma das personagens principais, Otoko Ueno. Revisamos o estilo de escrita do autor, estudioso e promotor da cultura japonesa clássica, que inclui elementos da estética clássica na obra e que se relacionam à personagem analisada. Encontramos nas divisões seguintes questões como o íntimo de Otoko que se estende às outras personagens, tornando-a fragmentada e dando uma impressão de falta de profundidade, e como isso transforma a imagem dos outros em uma reflexão da mesma. Esse reflexo, por ela contemplado, acaba também por ser rotulado como narcisismo pelo próprio autor dentro do romance.


 

Referências

EDITORA MELHORAMENTOS LTDA. Michaelis Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. Desejo. 2017. v.2. Disponível em: . Acesso em: 22/06/2019.
KAWABATA, Yasunari. Beleza e Tristeza. Rio de Janeiro: Globo, 1998.
SHIRANE, Haruo. The Bridge of Dreams: A Poetics of the Tale of Genji. EUA: Stanford University Press, 1987.
Publicado
2019-09-01
Como Citar
NOGUEIRA, Yara. CONTEMPLANDO O ÍNTIMO COM OTOKO UENO EM "BELEZA E TRISTEZA". HON NO MUSHI - ESTUDOS MULTIDISCIPLINARES JAPONESES - ISSN 2526-3846, [S.l.], v. 4, n. 6, p. 34-43, set. 2019. ISSN 2526-3846. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/HonNoMushi/article/view/5524>. Acesso em: 13 nov. 2019.