RIMAS E MÉTRICAS NOS POEMAS EM LÍNGUAS DE SINAIS

  • Claudio Alves Benassi UFMT
  • Simone de Jesus Padilha UFMT
Palavras-chave: Rima, Métrica, Poema sinalizado

Resumo

Este pequeno estudo está inserido na área da literatura sinalizada e foi viável graças ao uso da Escrita de Sinais. Normalmente, a produção de poemas em Libras, quando não é perpassada pela Língua Portuguesa para fins de registro, é registrada em vídeo, aspecto que em minha concepção, não favorece a análise da produção literária em língua de sinais. O estudo está sendo realizado por meio de análises de poemas produzidos em Libras e registrados em Escrita de Sinais VisoGrafia, aspecto que tem nos permitido perceber rimas visuais e métricas nos poemas analisados. O objetivo principal é analisar o poema “Querer” (2017) de Cao Benassi, estabelecendo as principais formas de rimas, além de fazer uma breve abordagem do aspecto métrico do poema. Este estudo é um desdobramento do objeto de tese “VisoGrafia: o problema do material, conteúdo e forma na escrita de sinais”, apresentando como principais resultados, a compreensão do que é rima e métrica nos poemas em Libras e como as mesmas se efetivam na produção literária sinalizada.

Biografia do Autor

Simone de Jesus Padilha, UFMT

Orientadora da pesquisa. Professora do Departamento de Letras da Universidade Federal de Mato Grosso. Cuiabá. 

Referências

BARROS, M. E. ELiS – Escrita das Línguas de Sinais: proposta teórica e verificação prática. Tese. Doutorado. Programa de Pós-graduação em Linguística. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2008.
BARROS, M. E. ELiS: sistema brasileiro de escrita das línguas de sinais. Porto Alegre: Penso, 2015.
BAKHTIN, M. M. [1975]. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. São Paulo: Hucitec, 2010.
BENASSI, C. A. Poiesis da Libras e da Escrita das Línguas de Sinais (ELiS): a utilização da visualidade da língua e da ELiS na poética de Duarte. Anais I CEELiS, 2015. Disponível em http://files.falangemiuda.com/200000493-9aab69ba7d/REFAMI_ANAIS_2015020006.pdf. Consultado em 25 de junho de 2017.
BENASSI, C. A. “Coração partido” de Cao Benassi: a escrita de sinais VisoGrafia na fixação do gênero literário poema. Língua Portuguesa e suas literaturas no mundo: Anais do I Congresso Internacional de Letras (CONIL). Pedro & João Editores: São Carlos, 2017.
BENASSI, C. A. Querer. Poema. Revista Falange Miúda (ReFaMi), ano 2, n. 2, jul.-dez., 2017. Disponível em http://files.falangemiuda.com/200000483-88b6989b0d/REFAMI_ART_11201757.pdf. Consulta em 26 de dez. 2017.
BENASSI, C. A.; DUARTE, A. S.; PADILHA, S. de J. Poiesis da Libras e da Escrita das Línguas de Sinais (ELiS): a utilização da visualidade da língua e da ELiS na poética de Duarte. Revista Diálogos (RevDia), v. 3, n. 2, jul.-dez., 2015. Disponível em http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/revdia/article/view/3368. Consultado em 25 de junho de 2017.
GUIMARÃES, I. N. L. Números: as pegadas da divindade. São Paulo: 2009.
MARTINET, A. Elementos de linguística geral. Clássica Editora: Lisboa, [1959], 2014.
MARTINET, A. A linguística sincrônica. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1971.
PADILHA, S. de J. Os gêneros poéticos em livros didáticos de língua portuguesa do ensino fundamental: uma abordagem enunciativo-discursiva. Tese. Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2005.
Publicado
2018-06-30