ESTUDO DA TRADUÇÃO DE GITAIGO NOS QUADRINHOS JAPONESES ATRAVÉS DA TEORIA DO ESCOPO

  • Fausto Pinheiro Pereira Universidade de Brasília Instituto de Letras Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução Área de Japonês
  • Diego da Silva Machado

Resumo

Tradução é uma atividade que envolve interpretar o significado de um texto em uma língua e transcrevê-lo de forma que passe conteúdo de texto da forma mais precisa possível. Alguns dos diversos desafios da tradução de quadrinhos se encontram na adaptação de certos conceitos e maneiras de se expressar próprios da língua original para a língua alvo. Devido ao fato das onomatopeias serem a forma de um povo expressar sons e sentimentos na forma escrita, transcrevê-los de uma língua para outra pode se tornar um problema, ainda mais se tratando de dois países com culturas e vocabulários tão diferentes. Assim, esse artigo busca analisar, através dos estudos defendidos por Katharina Reiss (2000), a maneira como esses quadrinhos são traduzidos ao chegar ao Brasil, bem como propor uma tradução que mantenha uma melhor fidelidade com a obra original.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##
Instituto de Letras - Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução - Área de Japonês
Publicado
2017-12-11
Como Citar
PEREIRA, Fausto Pinheiro; MACHADO, Diego da Silva. ESTUDO DA TRADUÇÃO DE GITAIGO NOS QUADRINHOS JAPONESES ATRAVÉS DA TEORIA DO ESCOPO. HON NO MUSHI - ESTUDOS MULTIDISCIPLINARES JAPONESES - ISSN 2526-3846, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 61-75, dez. 2017. ISSN 2526-3846. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/HonNoMushi/article/view/4029>. Acesso em: 20 ago. 2018.