A ESCRITA GEOMÉTRICA: TEMPO E ESPAÇO EM AVALOVARA E EM 1Q84 /GEOMETRIC WRITING: TIME AND SPACE IN AVALOVARA AND 1Q84

Resumo

O presente artigo investiga comparativamente as obras Avalovara, de Osman Lins, e 1Q84, de Haruki Murakami, sob a perspectiva de especificidades dos discursos nos dois romances em contraste, buscando identificar traços de tempo e espaço comuns, significativos e relevantes que se estabelecem no terreno da criação e intertextualidade, a fim de, por meio do estudo aprofundado e do desvendamento das questões temporais e espaciais, perceber as diferenças, assim reconhecendo elementos fundantes do território literário dos autores, em suas searas criativas e ideológicas, que obviamente se conectam com todo o entorno – os seus tempos e os seus espaços. Dessa forma, compreendendo as relações quanto à questão temporal, espacial, à geometria, à duplicidade e aos textos, cada qual à sua maneira, localizando traços de similaridade na arquitetura das obras.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Professor da Universidade Federal do Amazonas, mestre em Literatura e Doutorando em Estudos Literários Comparados (UnB). É líder do Grupo de Pesquisa Estudos Japoneses (UFAM) e membro dos Grupos de Pesquisa Estudos Osmanianos: arquivo, obra, campo literário (UnB) e Observatório de ensino de línguas (UFAM). Atua principalmente nas seguintes linhas: língua, literatura e cultura japonesas, língua portuguesa, linguística, linguística aplicada, tradução, representação literária, fábulas, imigração e questões sobre leitura e escrita.

Referências

BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. 1ª. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

______. Charles Baudelaire - um lírico no auge do capitalismo. Obras escolhidas vol. III. 3ª. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003

BAKHTIN, Mikhail. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. 5ª. ed. São Paulo: Annablume, 2002.

BARTHES, Roland. Crítica e Verdade. São Paulo: Editora Perspectiva, 2003.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política – ensaios sobre literatura e história da cultura. 2ª. ed. são Paulo: Brasiliense, 1986.

BERGSON, Henri. Duração e simultaneidade. Trad. Bento Prado de Almeida Neto. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

BHABHA, Homi K. O local da Cultura. Trad. Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis e Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: UFMG, 2001.

BLANCHOT, Maurice. O espaço literário. Rio de Janeiro: Rocco, 1987.

BRUNEL, Pierre. (org.). Dicionário de mitos literários. 2ª. ed. Rio de Janeiro: José Olympio/ Brasília: Editora UnB, 1998.

BRUNEL, Pierre. PICHOIS, CL. ROSSEAU, A.M. Que é Literatura Comparada? 1ª. ed. São Paulo: Perspectiva, 1995.

CARVALHAL, Tania Franco. Literatura Comparada e literaturas estrangeiras no Brasil. In Revista Brasileira de Literatura Comparada Vol. 3, São Paulo: abralic, 1996.

COMPAGNON, Antoine. O demônio da teoria: literatura e senso comum. Belo Horizonte: UFMG, 2001.

ELIADE, Mircea. Mito e realidade. 6ª. ed. São Paulo: Pespectiva, 2007.

_______. O Sagrado e o Profano: a essência das religiões. 3ª. ed. São Paulo: Editora WMF, Martins Fontes, 2010.

FERNANDES, Ronaldo C. O narrador do romance: e outras considerações sobre o romance. Rio de Janeiro: Sette Letras, 1996.

FOUCAULT, Michel. O que é um autor? In Ditos e escritos: estética – literatura, música e cinema (vol. III). Rio de janeiro: Forense Universitária, 2001. p. 264-298

GINZBURG, Carlo. Mitos, Emblemas, Sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

¬¬¬¬__________. O fio e os rastros: verdadeiro, falso, fictício. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

GHYKA, Matila. The Geometry of Art and Life. New York: Dover Publications, 1977.

HAMBURGER, Käte. A lógica da criação literária. 2ª ed. São Paulo: Perspectiva, 1986.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

LINS, Osman. Avalovara. São Paulo: Melhoramentos, 1973.

______. O Desafio de Osman Lins. In.: LINS, Osman. Evangelho na taba: novos problemas inculturais brasileiros. São Paulo: Summus, 1979. p. 211-235.

______. Lima Barreto e o espaço romanesco. São Paulo: Ática, 1976 (Ensaios, 20).

MURAKAMI, Fuminibu. Postmodern, feminist and postcolonial currents in contemporary Japanese culture. London: Routledge, 2005.

MURAKAMI, Haruki. 1Q84.São Paulo: Alfaguara, 2012 – tomo I.

__________________. 1Q84.São Paulo: Alfaguara, 2013 – tomo II.

__________________. 1Q84 .Portugal: Casas das Letras, 2012 – tomo III.

NITRINI, Sandra. Poéticas em confronto: Nove, novena e o novo romance. São Paulo: HUCITEC; Brasília: INL, Fundação Nacional Pró-Memória, 1987.

RICOEUR, Paul. Tempo e narrativa II. Campinas, SP: Papirus, 1995.

_____________. Tempo e narrativa III. Campinas, SP: Papirus, 1997.

SEATS, Michael. Murakami Haruki: the simulacrum in contemporary Japanese culture. USA, Lexington Books, 2009.
Publicado
2017-02-07
Como Citar
FERREIRA, Cacio José. A ESCRITA GEOMÉTRICA: TEMPO E ESPAÇO EM AVALOVARA E EM 1Q84 /GEOMETRIC WRITING: TIME AND SPACE IN AVALOVARA AND 1Q84. HON NO MUSHI - ESTUDOS MULTIDISCIPLINARES JAPONESES - ISSN 2526-3846, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 19-28, fev. 2017. ISSN 2526-3846. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/HonNoMushi/article/view/3381>. Acesso em: 17 dez. 2017.

Palavras-chave

Literatura Japonesa; Literatura Comparada, Literatura Brasileira