O POETA E O OUTRO: A ALTERIDADE COMO TOMADA DE CONSCIÊNCIA EM MÁRIO E DRUMMOND

a alteridade como tomada de consciência em Mário e Drummond

  • Thaís Cristina da Silva UnB

Resumo

O trabalho realiza uma comparação sobre a temática da alteridade na poética de Mário de Andrade e Carlos Drummond de Andrade. Partimos do pressuposto de que a construção desse outro está diretamente relacionada à posição e ao engajamento dos respectivos poetas dentro das distintas fases do modernismo brasileiro. A análise dos poemas Dois poemas acreanos e Operáro no mar corrobora essa conjetura, em Mário, o otimismo da primeira geração promove a idealização do outro e a comoção pela identidade comum, já Drummond, oriundo da geração de 30 e da consciência do atraso, ressalta a impossibilidade do encontro com o outro. A alteridade surge na poética de Mário como instância cultural, e em Drummond, como forma de conhecimento, de convocação à luta de classes.

Publicado
2018-12-06
Como Citar
DA SILVA, Thaís Cristina. O POETA E O OUTRO: A ALTERIDADE COMO TOMADA DE CONSCIÊNCIA EM MÁRIO E DRUMMOND. Revista Decifrar, [S.l.], v. 6, n. 12, p. 98 - 113, dez. 2018. ISSN 2318-2229. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/Decifrar/article/view/4908>. Acesso em: 20 jan. 2019. doi: https://doi.org/10.29281/rd.v6i12.4908.
Seção
TEMAS LIVRES

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.